Transparência para engajar o time de colaboradores

Publicado em 18/02/2020 por Imprensa

Adriana Moureira tem uma escola CNA na pequena Quirinópolis, em Goiás, com cerca de 300 alunos e aposta em uma equipe forte e apaixonada pelo trabalho para estar entre as melhores do Brasil

Equipe engajada e comprometida com os resultados. Adriana Moureira, 45, franqueada do CNA Quirinópolis, no interior de Goiás, atribui a essa fórmula o bom desempenho de sua escola, que tem cerca de 300 alunos e já chegou a conquistar, por várias vezes, a premiação interna da rede, chamada de Prêmio Excelência. As duas últimas conquistas foram em 2017, na categoria Regional Centro-Sul, e a mais importante delas em 2019, quando sua escola ganhou um carro ao conquistar o primeiro lugar entre as escolas CNA de todo o Brasil. O Prêmio Excelência reconhece anualmente as melhores franquias do CNA, uma das maiores redes de ensino de idiomas do país com mais de 600 escolas abertas no Brasil.

Para conseguir o engajamento do time, Adriana aposta na transparência. "As informações de metas e prêmios que recebo do franqueador, repasso integralmente aos colaboradores", diz a franqueada. "Percebo que, dessa forma, todo mundo se envolve com a conquista e a superação do trabalho. Se o time não se sente parte da rede, não abraça a ideia."

Adriana Moureira, franqueada, e suas colaboradoras Cristiane Barros e Leânia Agreda recebem o Prêmio Excelência CNA 2019 representando Quirinópolis.

Ao trabalhar de forma transparente com os colaboradores, Adriana delega responsabilidades e faz cada um entender que é parte do processo e do desempenho que a escola irá alcançar. Para afinar o dia a dia do trabalho, ela participa ativamente dos treinamentos, reuniões e convenções da rede, além de manter um grupo de trabalho com a equipe no WhatsApp. "Abordamos os pontos mais relevantes e replicamos os moldes de atuação com a máxima agilidade possível."

Adriana é franqueada do CNA Quirinópolis desde 2009. Sua história com o ensino de idiomas, no entanto, começa bem antes, pois ela atua no setor desde o ano 2000. Formada em economia, a franqueada sempre deu aulas de inglês, tinha outra escola e, quando conheceu a proposta pedagógica do CNA, se encantou. "O zelo pela qualidade pedagógica e a metodologia que ensina de forma descontraída chamaram a minha atenção", diz.

Desde que está à frente do CNA Quirinópolis, Adriana conta com uma equipe sólida com mais de 15 colaboradores que atuam juntos há anos, garantindo mais eficiência e continuidade dos processos.

Ensino de idiomas: mercado com amplo potencial de crescimento até mesmo em cidades pequenas

A pequena Quirinópolis, a quase 300 quilômetros de distância de Goiânia, é uma cidade com cerca de 46 mil habitantes e abriga uma unidade do CNA há mais de uma década, onde estudam aproximadamente 300 alunos.

No Brasil, há inúmeras localidades como essa que têm potencial para receber uma escola de idiomas. Isso porque o mercado de ensino de língua estrangeira tem boas perspectivas.

Pesquisa recente feita pela Nielsen aponta que apenas 2% da população brasileira estuda inglês atualmente. Esse mesmo levantamento identificou que o mercado de ensino de idiomas tem potencial para quadruplicar de tamanho, já que 8% da população possui a intenção de estudar uma segunda língua no curto e médio prazo.

Para atender a municípios de diferentes tamanhos, inclusive aqueles com populações inferiores a 100 mil habitantes, o CNA oferece quatro modelos de franquias - Compacto, Pequeno, Médio e Grande - com investimento inicial a partir de R﹩ 70 mil. Os modelos Compacto e Pequeno foram desenhados especialmente para as cidades de menor porte.

Eduardo Murin, diretor de Expansão do CNA, explica que ao investir em uma franquia CNA o empreendedor recebe um pacote de benefícios, incluindo o mais novo projeto arquitetônico da marca e enxoval de material didático. "Dessa forma, parte do investimento inicial é amortizado e, a depender do modelo de negócio, quase a totalidade", diz.

Com mais de 600 escolas abertas no Brasil, o CNA tem plano de inaugurar 80 novas escolas em 2020 e chegar à marca de mil unidades até 2025.

Para se tornar um franqueado CNA não é necessário dominar um idioma estrangeiro, ser professor ou ter experiência no segmento de idiomas. A maior vantagem do sistema de franquias, aliás, é poder contar com o know-how do franqueador. O CNA, por exemplo, oferece completo suporte ao franqueado desde o início dessa relação, auxiliando na busca do ponto comercial, na orientação para a montagem do negócio, no entendimento do mercado local, na formação de preços e na contratação de colaboradores, além de fornecer treinamentos tanto para o franqueado quanto para sua equipe. O que se espera do franqueado é capacidade para administrar o próprio negócio.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de idiomas , Franqueados de sucesso , Franquias de educação , CNA