O setor de Franquias nunca deixou de crescer em 20 anos

Publicado em 30/09/2019 por Imprensa

O Grupo ATNZO, uma das maiores holdings de Franquias da américa latina, aposta no Franchising como mudança de vida aos empreendedores do país

Todos sabem que o Brasil não é grande exemplo de estabilidade econômica ou mesmo de crescimento sólido em qualquer que seja a área, mas, mesmo durante as crises financeiras mais severas, desde o primeiro censo do setor realizado em conjunto pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) com o Sebrae há 20 anos, o franchising cresce continuamente. A Pesquisa Trimestral de Desempenho do Setor, desenvolvida pela ABF, apontou crescimento de 5,9% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2018. A receita passou de 40 para 43,122 bilhões. No semestre, o aumento foi de 6,4% (79,496 para 84,586 bilhões). Já a receita acumulada nos últimos 12 meses teve uma expansão de 6,9%, passando de 168,360 para 179,933 bilhões de reais.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de serviços, por exemplo, é um dos que mais têm mostrado dificuldades em se recuperar da crise, apresentando retração por quatro anos consecutivos – em 2018, o recuo foi de 0,1%. Quando falamos de franquias, entretanto, serviços e outros negócios aparecem em destaque, com o maior crescimento no segundo trimestre do ano, chegando a 8,9%. Logo em seguida, os serviços educacionais somam positivos 8,7%.

O Grupo ATNZO, uma das maiores holdings de Franquias da américa latina, aposta no Franchising como mudança de vida aos empreendedores do país. “Não atuamos apenas com venda de negócios, estamos lidando, por muitas vezes, com o dinheiro de toda uma vida. Por este motivo, é importante tratar com responsabilidade as marcas que compõem nosso grupo”, comenta Lucas Atanazio Vetorasso, 35 anos, CEO e fundador do Grupo. 

Segundo o SEBRAE, o segmento de franquias é até dez vezes mais seguro, se comparado ao setor independente e, é pela segurança envolvida, que muitas pessoas, na hora de empreender, buscam franquias. Conhecido como “a mente por trás das marcas”, Lucas Atanazio, deixa claro que não é apenas por ser denominado franquia que faz de um negócio sinônimo de segurança. “Existem amadores e aventureiros em todo segmento, no ramo de franquias não seria diferente, é importante que fique atento à idoneidade do Franqueador e de quem está por trás. Como sempre falo, franquia não é apenas papelada, é inteligência de mercado, é estratégia, mas, acima de tudo, é ter um forte capitão a frente do navio”, completa Atanazio. 

De qualquer maneira, o crescimento contínuo da área não está completamente imune aos altos e baixos do mercado. A expectativa de crescimento para 2019 era de 10%, mas a revisão de dados mostra que chegará apenas aos 7%. De todo modo, o crescimento é bem maior que a maioria dos setores da economia. O setor responde por 2,6% do PIB brasileiro, conforme dados da entidade. E, para cada franquia aberta, são gerados oito empregos em média, contribuindo com a economia nacional.

O gigante ATNZO, com mais de 1340 operações, conhece bem as adversidades do mercado e comenta sobre as preocupações que as franqueadoras, principalmente as novas, devem ter.  “O negócio precisa ser testado. Estou cansado de ver boas ideias que, sem modelagem e ajustes, morrem na praia” comenta Lucas, dando exemplos de modelos de negócios que seguiram modismos. “Fugir das modas, principalmente as que contam com Mix Único de produto. Parecem muito inovadoras, mas não se sustentarão a longo prazo. Tendência é diferente de moda em vários aspectos, mas o principal é que Tendência envolve mudança de hábito de consumo e, isso sim, se torna sólido com o tempo.”. Outra dica do estrategista é sobre a possibilidade de replicação do negócio. “A chave para o sucesso no mercado de franquias é garantir que a essência do sucesso do franqueador seja replicada aos franqueados. É importante lembrar que o conceito deve funcionar em locais diferentes e não apenas por causa de uma localização específica, de um super vendedor ou ainda porque você está empregando 80 horas semanais na empresa. Se o negócio tiver um motivo de sucesso que não pode ser replicado, será difícil repetir a magia.”. 

Ainda sobre o mercado, Lucas dá a última e mais valiosa dica. “Seu Valor é maior que seu preço? Não há nada mais consistente do que a fidelização de clientes. Para isso, seu negócio deve oferecer intangíveis muito maiores do que produtos ou serviços. É importante fazer a seguinte pergunta: O que meu negócio oferece que o dinheiro não pode comprar?”, conclui o jovem dono de um império na área de franquias. 

Hoje, o GRUPO ATNZO possui mais de 40 marcas em expansão em vários segmentos diferentes e o endereço na principal avenida do berço de franquias do país, a cidade de São José do Rio Preto, conta com espaço de 3000m para atender a todo contingente do Grupo e clientes. Inteligência, Desenvolvimento, Estudos Mercadológicos, Marketing, Assessoria de Imprensa, Jurídico, Arquitetura, Financeiro, Central de Apoio ao Franqueado e Expansão, estes são os principais departamentos do Grupo para transformar bons negócios em ótimas e rentáveis redes. 

“Com muito suor, possuímos franquias do Oiapoque ao Chui, além de marcas que já foram internacionalizadas e performam muito bem, levando produtos brasileiros a várias localidades do Mundo. Olhando nosso tamanho, me lembro que, quando só existia uma mesa e um telefone, tudo partiu de uma decisão e tenho certeza que muitos estão procurando expandir ou investir e nos colocamos a disposição para juntos, transformarmos estes sonhos em realidade”, completa o jovem imperador das Franquias. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias , Empreender , Dicas para investir em franquias