O que faz alguém largar sua profissão para abrir um negócio de uma área totalmente desconhecida?

Publicado em 31/10/2016 por Imprensa

Este é o novo perfil de franqueados da rede Ortodontic Center, onde dentistas dão cada vez mais lugar a Engenheiros, Advogados, Analistas de Sistemas e outros profissionais

Alguém estudou mais de 5 anos para ter uma profissão, fez cursos de especialização e foi um bom profissional em sua área durante muitos anos. Mas será que a profissão dele ou dela abre as portas para ter o próprio negócio? E o que dizer se essa pessoa escolher, na fase madura da vida, uma área totalmente diferente da sua e que nunca teve contato antes na vida? Pois é isso que está acontecendo com vários profissionais de diversas áreas, que estão largando suas carreiras em áreas como Engenharia, Direito, Análise de Sistemas e outras, para investir numa clínica de ortodontia.


Na rede Ortodontic Center – maior rede de franquias de clínicas ortodônticas - isso pode ser visto na prática atualmente. Ao contrário do que muita gente pode pensar, a franquia tem atraído diversos empreendedores que não são dentistas. Mais ainda: os dentistas também ficam atraídos pelo negócio, mas não para exercerem sua profissão, e sim, para serem gestores de uma clínica altamente lucrativa, como se fosse qualquer outro negócio que dê bons resultados.


Mateus Nunes Spezamiglio tem 34 anos, é Engenheiro Mecânico e trabalhou 8 anos em sua área. Desde 2009, ele e a esposa, Pedagoga, procuravam por uma franquia que tivesse a característica principal de manter clientes por muito tempo no negócio. Pesquisou diversos setores e conheceu a Ortodontic Center, que proporcionava uma alta carteira de clientes, com contratos que variavam de 2 a 3 anos, e com a chance de crescer no empreendimento com a abertura de novas unidades. “Não avaliei a franquia pensando que seria difícil atuar na área de Odontologia, mas sim, como qualquer outro negócio, onde eu teria todo o treinamento necessário para me tornar um empresário bem-sucedido. Comprei a experiência do franqueador e o sucesso de todos os franqueados que avaliei”, explica ele. Hoje, um ano depois de ter inaugurado sua franquia em São Carlos, interior de São Paulo, Mateus possui uma carteira de 624 clientes e está fechando 100 novos clientes por mês.


Aderbal Marchi da Rocha, 50 anos, também é Engenheiro Mecânico com 20 anos de atuação em sua profissão e, no final do ano passado, perdeu o principal cliente que atendia, o que o fez tomar uma decisão: voltar a procurar um emprego como Engenheiro ou partir para o negócio próprio. “Estava cansado da rotina corporativa e quando comecei a buscar uma franquia, a primeira característica de avaliação foi não ter que trabalhar em shoppings e aos finais de semana. Confesso que fiquei um pouco receoso em escolher uma clínica ortodôntica, porque não conheço absolutamente nada deste mercado, mas quando conversei com outros franqueados e vi que muitos deles já estavam abrindo outras unidades, todas com excelentes resultados, tive a certeza de que poderia investir também”.  Aderbal está prestes a inaugurar uma unidade da Ortodontic Center no centro da capital paulista e um dos fatores decisivos para o fechamento do negócio , foi saber que a franquia oferecia o investidor imobiliário, ou seja, ele teria apenas que pagar a Taxa de Franquia e os materiais que necessitaria para começar a trabalhar. A entrada de investidores, uma estratégia recente na rede, vai proporcionar que toda a clínica seja montada, desde a reforma do ponto comercial, até a montagem e instalação e entregue pronta ao franqueado. “Com isso, um negócio que custaria até R$ 700 mil, eu pude investir apenas R$ 77 mil com a entrada de um investidor, que será remunerado de acordo com um percentual sobre o meu sucesso”, completa Aderbal.


A Ortodontic Center possui hoje 159 unidades e está formatada para que cada franquia tenha cerca de 2 mil atendimentos por mês e um faturamento bruto de R$ 200 mil. Somente no primeiro semestre deste ano, a rede faturou R$ 62 milhões – um crescimento de 62% em relação ao primeiro semestre de 2015. “Se continuarmos neste ritmo, vamos superar a meta para o ano inteiro de 2016, que era crescer 59% em relação ao ano passado”, afirma Fernando Massi, um dos fundadores da Ortodontic Center.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Empreender , Franquias , Franquias de saúde , Orthondontic , Franquias de odontologia