Não+Pelo espera pela retomada da expansão no Brasil com foco no Rio de Janeiro

Publicado em 02/03/2018 por Imprensa | Ultima Atualização em 03/03/2018

Multinacional que atua no Brasil há oito anos aposta em ano promissor para a rede no Brasil e mundo

Integrante das 50 maiores franquias do Brasil em 2018, a Não+Pelo, multinacional espanhola atuante há oito anos no Brasil e celebrando em 2018 dez anos de franchising global, traçou metas arrojadas para o ano. A rede vem com novas propostas para expandir no país e retomar o crescimento do número de franquias. Passado o ano de 2016 quando os setores de Beleza, Estética, Saúde, Bem-Estar, Perfumaria, Cosméticos, Higiene Pessoal e afins, sofreram com a recessão, o ano passado acendeu a luz da retomada. 

No franchising, os setores continuam no podium. O crescimento no último trimestre de 2017 na ordem de 7,8% em relação ao mesmo período de 2016, e a projeção de atingir dois dígitos em dezembro de 2018, permitem a Não+Pelo acelerar novas inaugurações. Recentemente, a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec)apresentou um estudo projetando crescimento de 7.5% sobre 2017. 

Pioneira em tornar um serviço de retirada de pelos ser hibrido pelo fato da metodologia conter substâncias que auxiliam nos cuidados dermatológicos, a Não+Pelo amplia seu leque de opções de serviços e produtos multifuncionais. Depois da chegada do hidratante e protetor solar Fator 30 (aroma que foge dos padrões existentes, independente, das marcas, oil free contra o envelhecimento precoce decorrente da exposição solar, resistência à água e suor, antioxidante e efeitos balsâmicos), a rede vai implementar o tratamento de Oxyterapia

"O Brasil é o país número 1 da rede Não+Pelo no mundo. Os investimentos nesse momento levam em consideração diversas informações, de economia até demografia. O brasileiro é um povo muito preocupado com a aparência, sobretudo quando transmite jovialidade. E a nossa população passa por um processo de envelhecimento e a procura por produtos e serviços multifuncionais são preferências do consumidor brasileiro", diz Janete Cozer, franqueadora máster do Rio de Janeiro, debruçando-se nos estudos realizados pela SPC Brasil, que aponta a predileção do brasileiro em cortar gastos com lazer e entretenimento a comprometer sua vaidade) e Nielsen Company, afirmando que os produtos de beleza cresceram 7.4% nos lares endividados do Brasil.

Passada a tempestade de 2016, e a bonança de 2017, a Não+Pelo vislumbra a inauguração de 40 pontos de atendimento em todo o Brasil e atingir um número próximo de aproximadamente 350 operando no território nacional. No Rio de Janeiro, embora os números dos últimos quadrimestres favoráveis, a rede tenta recuperar a expansão depois dos dois últimos anos. 

"A regional Rio de Janeiro é a terceira maior do país, e acreditamos que a visibilidade da marca entre as mais respeitadas do franchising, segundo a Associação Brasileira de Franchising, colocará a expansão nos trilhos. A rede mantém o investimento inicial de outros anos sem reajuste. Além disso, possibilita o interessado na franquia a financiar a aquisição em 48 meses com taxa de juros de 1.2% ao mês na Caixa Econômica Federal. Os dados da Economia tem melhorado e acredito que os investimentos voltarão ao país mesmo em ano de eleição com projeção do Produto Interno Bruto em 2,8%", diz Janete Cozer.

Depois de 2015, 2016 estagnado na criação de redes franqueadoras, o ano passado apresentou melhoria na representatividade de marcas nascidas no estado. Depois de uma inércia de 11% de redes franqueadoras, o Rio de Janeiro, em 2017, apresentou crescimento de 3% em relação aos dois anos anteriores. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Expansão de franquias , Franquias , Não + Pelo , Franquias de beleza , Franquias de depilação , Crescimento da franquia