DB4 completa 6 anos de atuação nos Estados Unidos

Publicado em 03/07/2019 por Imprensa

Consultoria de comunicação orienta brasileiros que desejam empreender no mercado americano

Com 21 anos de história no Brasil e 6 anos de atuação nos Estados Unidos, a DB4 é hoje uma referência em consultoria de comunicação para marcas e franquias que desejam atuar no mercado americano. A expertise dos sócios André Cunha Lima e Diogo Boni é um dos diferenciais da empresa que já possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Orlando, Miami, Boston e mais de 60 clientes em diversos segmentos – gastronomia, eventos, saúde, startups e negócios.

A DB4 conta com um time multidisciplinar buscando soluções 360º para potencializar a possibilidade de sucesso de um novo negócio em solo americano. Com a apurada leitura do mercado local, a DB4 realiza projetos completos: naming, desenvolvimento de branding, identidade visual, planejamento estratégico e pesquisa, plano de mídia, geração de conteúdo, produção audiovisual e sound design.

Cunha Lima e Boni possuem formações distintas e complementares. Diogo Boni é formado em Ciência da Computação, com ênfase em Marketing Digital, com pós-graduação em Marketing. Realizou o curso de Digital Marketing na Harvard Extension School e em 1998, fundou a DB4. Ele é o idealizador da primeira TV de Clubes de Futebol do Brasil, com o Clube de Regatas do Flamengo e também o idealizador do primeiro portal de Blogs do Brasil, junto com a Globo.com, o BLOGLOG.

Já André Cunha Lima é bacharel em Direito, com pós-graduação em Direito Internacional Privado na Academia de Direito Internacional de Haia, na Holanda. André deixou a promissora carreira de advogado para revolucionar o mercado de casual dinning no Brasil com seu Joe & Leo’s. Entre 2014 e 2018, usou sua expertise como incorporador no mercado imobiliário brasileiro e também no sul da Flórida. Em setembro de 2018 iniciou a parceria com Diogo Boni na DB4.

A partir de uma análise precisa do cliente, a DB4 atua fazendo uma pesquisa completa de mercado do segmento no qual o negócio está inserido, aumentando as chances de êxito e crescimento. Com acesso às informações locais, a empresa avalia como está o setor, quem são os concorrentes diretos e indiretos e, principalmente, a aceitação do público local ao negócio que está sendo proposto. A partir disso, é possível montar uma estratégia completa de marketing, comunicação e posicionamento de mercado. Diogo Boni esclarece que o mercado americano não pode ser encarado como uma filial de uma empresa de sucesso no Brasil. “É uma nova operação, mesmo que tenha o mesmo nome. Em 2018, prestamos toda a consultoria para o processo de internacionalização do Hocca Bar, de São Paulo, que inaugurou em janeiro de 2019 na Florida. O carro chefe deles é o sanduíche de mortadela, produto totalmente desconhecido do público americano. A primeira barreira é fazer o americano experimentar para conhecer. Montamos uma estratégia diferente da maneira como a operação funciona no Brasil e incluímos degustação em shopping, parcerias promocionais e envio de cupons de desconto".

Outro case da empresa é a Camelo Pizzaria que se prepara para entrar no mercado americano. Diogo conta que, apesar de ser um segmento mais fácil pois a pizza já é conhecida pelo público local, foi necessário adaptar o cardápio. “Nos Estados Unidos não é comum ter pizza doce nos cardápios. E para isso devemos começar a oferecer a pizza de Nutella como carro chefe para o mercado americano, mas não deixando de ter as pizzas doces tradicionais brasileiras como banana com canela e brigadeiro." - esclarece Boni. A Camelo Pizzaria vai abrir suas portas na Florida ainda em 2019.

Existem diversas questões que envolvem a internacionalização de marcas, e a principal delas, é a cultura. O público é completamente diferente, independente da nacionalidade. “Aqui nos Estados Unidos, alguns produtos que são patrimônios da gastronomia do Brasil –não fizeram tanto sucesso da maneira como deveriam. Se não tiver planejamento e entender ‘as comunidades’ locais, a possibilidade de insucesso é enorme.” – explica Boni.

A rede de franquias Ronaldo Soccer Academy é outro cliente que está utilizando a expertise da DB4 para estudar o mercado americano antes de abrir novas unidades no país. A empresa está em busca de novos franqueados para expandir o negócio nos Estados Unidos. A rede de escolas de futebol, com a chancela do Ronaldo Fenômeno e metodologia exclusiva desenvolvida pelo especialista Marcio Atalla e o coach Marcos Rogério Nunes Coelho, tem 29 unidades no Brasil, além de franquias na China, Colômbia, Costa Rica e Estados Unidos.

Além das empresas brasileiras com início de operação nos EUA e empreendedores que tenham interesse em se estabelecer no mercado americano, a DB4 também atende negócios locais com interesse em comunicar para o mercado brasileiro residente. “As agências americanas não têm acesso a dados de brasileiros nos EUA, pois o Censo trabalha apenas com números gerais do mercado latino. Isso representa dois milhões de brasileiros em um universo de 55 milhões de latinos nos Estados Unidos. Ao longo de sua trajetória, a DB4 desenvolveu estratégias mais assertivas, direcionando o trabalho para mídias que traduzem números, métricas e resultados comprovados para o público brasileiro.” – destaca André Cunha Lima.

Em 2018, a DB4 cresceu 150% em relação a 2017, com a abertura do escritório em Miami. Para 2019, a expectativa é de um crescimento ainda maior nos Estados Unidos e a abertura do primeiro escritório na Europa, em Portugal. Para o próximo ano, o plano de expansão da empresa inclui novos escritórios em Nova Iorque, Danbury e Newark.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Gestão de franquias