Com três unidades internacionais, Gigatron se destaca no franchising

Publicado em 10/02/2016 por Imprensa

Rede de franquias de serviços e tecnologia faz parte de um seleto grupo dentro do franchising nacional

É comum ao andarmos pelas ruas nos depararmos com marcas famosas, muitas delas internacionais. Essas lojas pertencem a redes de franquias que estão investindo cada vez mais no Brasil. Mas você sabia que cada vez mais o contrário também acontece? Muitas pessoas estão investindo em redes de franquias brasileiras no exterior.


Segundo a Associação Brasileira de Franchising, ABF, o setor de franquias registrou um crescimento de 8,3% em 2015, ou seja, um faturamento de R$139,593 bilhões para o setor. Atualmente existem 3.073 franqueadoras brasileiras, porém, apenas 134 redes de franquias possuem unidades no exterior. A Gigatron Franchising, rede de serviços e tecnologia, faz parte desse pequeno grupo presente em outros países. “Atualmente temos três unidades atuando internacionalmente, uma no Reino Unido, uma em Portugal e na Argentina. Para que uma unidade dê certo em outro país é fundamental entender o mercado local e os hábitos daqueles consumidores”, falou Marcelo Salomão, diretor executivo da rede Gigatron.


De acordo com o diretor da Gigatron, para iniciar o processo de internacionalização é necessário o franqueador ter em mente três coisas. “Inicialmente o produto deve estar pronto para ser utilizado em vários idiomas, deve possuir um modelo de cobrança universal, no nosso caso utilizamos o cartão de crédito, e finalmente é necessário estar devidamente legalizado nos países que irão receber esse produto”, explicou.


Salomão conta ainda que foi graças a um produto específico que a Gigatron Franchising conseguiu entrar no mercado estrangeiro. “No início o que chamou a atenção desses franqueados que residem em outros países foi a modalidade software, com o sistema CAD para calçados, desenvolvido dentro da própria franqueadora. Hoje já temos outros produtos sendo levados para fora do Brasil e a tendência é que isso aconteça com maior frequência”, prospectou o diretor que já traça planos de expansão internacional. “No estágio atual, a captação de franqueados ainda não é ostensiva, ela é baseada em contatos pontuais de negócios, principalmente de empreendedores que descobrem os produtos Gigatron, e que desejam levar essa tecnologia para seus respectivos países”.


Simples? Nem um pouco! Para que essas unidades internacionais entrem em atuação, é necessário que os produtos por ela oferecidos passem por adaptações. “Estamos estabelecendo as regras e procedimentos para franquias internacionais e adaptando nossos produtos pontualmente, para isso somos muito criteriosos na busca por parceiros. Por outro lado, sempre procuramos profissionais com coragem para desbravar novos mercados”, salientou Salomão.


Marcelo destaca que a internacionalização é importante para musculatura do negócio, gerando maior credibilidade e fazendo com que a Gigatron esteja no radar dos grandes investidores.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Internacionalização de franquias , Franquias , Gigatron , Franquia de Software e serviços