Sorridents inaugura clínica odontológica em comunidade da zona sul de São Paulo

Publicado em 30/08/2016 por Imprensa

Unidade situada no Jardim Miriam chega para transformar a cultura da saúde bucal nos moradores, em sua maioria, das classes C e D

A Sorridents, maior rede de clínicas odontológicas da América Latina com 21 anos de atuação no mercado brasileiro, leva mais uma unidade para a capital do Estado de São Paulo, na região sul. Situada no Jardim Miriam, a clínica representa a oitava inauguração no estado, que deve receber outras três unidades até o final deste ano. Com ela, a marca totaliza 180 clínicas em operação em 16 estados do país.


A nova franquia chega para ampliar aos atendimentos realizados pelas clínicas da rede situadas na zona sul de São Paulo. A população será atendida em seis consultórios por dentistas de até 19 áreas da odontologia, que realizam todos os procedimentos com equipamentos de alta tecnologia. A proposta é levar acesso à saúde bucal para os moradores da região, em sua maioria das classes C e D, com conforto, qualidade e conveniência, alguns dos pilares da rede.


Para levar acesso a odontologia de qualidade a todos, a rede lançou o Cartão de Crédito Sorridents fruto da parceria com a empresa financeira Sorocred. “É uma forma da população cuidar da saúde bucal sem pagar caro por isso. Será mais fácil manter o paciente dentro da clínica finalizando os tratamentos que ele precisa realizar e estudando quais são os próximos passos para que ele alcance o nível ideal de saúde bucal”, explica Carla Renata Sarni, fundadora e presidente da rede. E para que toda a família possa realizar esses tratamentos contínuos, a clínica deve oferecer, em breve, o plano odontológico Sorriden, também criado por Carla Sarni. “O plano permite que o paciente retorne à clínica de seis em seis meses para realizar pequenas manutenções. Caso ele precise de procedimentos mais complexos, ele receberá um atendimento diferenciado”, afirma.


Levar acesso a uma odontologia de qualidade é o propósito da marca desde 1995. Por conta disso, a Sorridents chamou a atenção da americana Harvard Business School, a mais importante escola de negócios do mundo, por ser um modelo de negócio altamente rentável e que foi criado e voltado para a classe C. Para seguir trabalhando em prol da saúde bucal, a franqueadora busca em seus futuros franqueados o mesmo perfil da rede: enxergar a importância de oferecer saúde ao brasileiros, já que uma pesquisa do IBGE divulgada em 2015 aponta que, no Brasil, mais da metade da população (55,6%) não vai ao dentista anualmente. “A missão da Sorridents é criar a cultura da prevenção. É mostrar que o brasileiro não deve esquecer de cuidar do seu sorriso, considerado um cartão de visita. Nós percebemos que quando as pessoas passam por uma ascensão social, elas se preocupam em bens materiais e esquecem que a saúde começa pela boca. É essa realidade que queremos mudar”, conta a empresária.


Este propósito é o motivo do intenso investimento da rede em expansão. Neste segundo semestre, a Sorridents pretende entrar em estados e cidades que ainda não está presente, principalmente porque, no início deste ano, a franqueadora anunciou um novo modelo de franquia, com três consultórios, para atender cidades com menos de 100 mil habitantes. De acordo com Gislene Santos, diretora de expansão da Sorridents, a meta é fechar 30 contratos deste modelo compacto, chamado Sorridents Lite, e inaugurar mais 11 clínicas da Sorridents Master, o modelo padrão, até dezembro. "Com as inaugurações, esperamos alcançar um aumento de 10% no faturamento anual em relação ao ano anterior, que foi de R$ 200 milhões", conclui.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Novas unidades franqueadas , Franquias , Franquias de odontologia , Sorridents