QG Jeitinho Caseiro aposta no mercado gourmet para expandir mercado

Publicado em 04/11/2015 por Cleyton Vilarino

Há 30 anos no mercado de alimentação, a rede de franquias QG Jeitinho Caseiro desenha um novo modelo de negócios para os próximos anos, com o lançamento de uma nova marca e uma nova rede do grupo QG focado em produtos e estabelecimentos gourmets.


O projeto, implementado até o momento em uma única unidade, consiste num redesenho total da rede Jeitinho Caseiro com um novo padrão voltado para os públicos das classes A e B, ampliando a presença de mercado do grupo que até então atuava no mercado de fast food que atendia majoritariamente a classe C.


“Estamos trabalhando desde o atendimento até o cheiro e sabor do produto, cordialidade da equipe, tempo de atendimento... Estamos trabalhando muito com o valor agregado nesse conceito. O objetivo é que o consumidor saia da loja falando que pagou barato diante de tudo que ele recebeu”, conta o diretor de Marketing e Expansão da rede, Guilherme Carvalho.


De acordo com ele, a loja já está no terceiro mês de operação e já alcançou um faturamento 53% maior que no ano passo. “Isso num ano em que está tudo muito nebuloso (em relação à economia). Então a gente acredita muito que esses detalhes vão fazer toda a diferença na operação”, completa o executivo.


Entre os diferenciais da nova loja estão ainda o som ambiente, com jazz, e a inserção de novos produtos como picolés artesanais, chope holandês servido em canecas congeladas e a contratação de chefes de cozinha que darão o toque final ao cardápio, ainda em transformação.


Com isso, o número de funcionários da loja precisou ser ampliado de 17 para 35 colaboradores, o que impacta no custo do novo modelo que acaba de atingir o ponto de equilíbrio. A partir de agora, a rede começa um trabalho d divulgação baseado sobretudo no boca-a-boca e indicação de novos clientes.


“Estamos trabalhando muito forte nisso porque esse faturamento de 53% pode chegar a até 100% de faturamento até janeiro, o que é muito rápido por tudo que está acontecendo na unidade”, explica.


Uma vez amadurecido o negócio, Guilherme Carvalho conta que a ideia será que a rede gourmet da QG alimente o Jeitinho Caseiro com boas práticas de gestão e de operação, tornando-o um “um fast food diferente”. O segredo para manter o status de gourmet mesmo dentro da padronização necessária para tornar o novo modelo uma rede de franquias estará no mais basilar do sistema: o franqueado.


“Como esse é um conceito muito mais complexo, que envolve cuidar dos detalhes para fazer a diferença, o franqueado tem que estar junto o tempo inteiro, com presença física, e dar o exemplo. Por isso eu digo que o segredo de sucesso desse modelo de expansão vai ser encontrar franqueados que operem bem o negócio”, revela Carvalho.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Franquias de alimentação , Franquias de fast-food , QG Jeitinho Caseiro , Fast Casual