Fix it aposta em modelo de franquias para ganhar escala e reduzir impacto ambiental

Publicado em 12/11/2019 por Imprensa

Unidades da marca já estão presentes em Recife, Caruaru, Natal e Chapecó

Há dois anos atuando no mercado de saúde e trazendo soluções para a área de ortopedia no Brasil, a Fix it , healthtech referência em impressão 3D e especializada em soluções ortopédicas, neurológicas e reumatológicas biodegradáveis, está democratizando uma forma inovadora de tratar lesões e traumas, além de pensar no meio ambiente e em uma nova tendência de consumo. 

Em outubro deste ano, a startup mudou seu modelo de negócio com o intuito de "desengessar" pacientes que precisam de imobilização. Antes, as soluções Fix it eram produzidas em larga escala com tamanhos genéricos (P, M, G) e vendidas diretamente ao público final ou clínicas e hospitais. Agora, o novo modelo de negócio da empresa permite a oferta de um serviço personalizado; a partir de arquivos digitais, produzidas pelas startup, as unidades franqueadas podem imprimir as soluções em suas impressoras 3D de acordo com as demandas e as medidas de cada paciente. Assim, a healthtech também investe em um consumo consciente e sustentável. 

O momento é bom para quem quer investir em uma franquia de saúde. Segundo dados da Associação ABF, no segundo trimestre de 2019, após as mais de 26 mil franquias da categoria faturarem mais de R$ 8 bilhões, o crescimento do setor foi de 6,6%. 

Para ser franqueado Fix it, é preciso ser profissional da área da saúde - como médico, fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional - e realizar um investimento inicial de aproximadamente R$ 16.000 reais (R$ 5.000,00 taxa de adesão + R$ 11.000,00 impressora 3D e insumos). Recife, Natal, Caruaru, Cabo de Santo Agostinho, Chapecó e Santo André são as seis cidades que já contam com franquias da empresa. 

"Queremos levar nossas soluções para todos os cantos do Brasil com rapidez e eficiência. Mudamos nosso modelo de negócio para torná-lo mais escalável e fazer com que toda a cadeia de distribuição fosse mais sustentável, já que com a mudança o consumo de combustíveis fósseis diminui consideravelmente", Felipe Neves, cofundador e CEO da Fix it. 

As órteses, feitas por meio de um filamento de PLA, um plástico termomoldável e biodegradável composto por bagaço da cana-de-açúcar, milho e beterraba, possuem design único e se adaptam a anatomia do corpo, além de serem arejadas, higienizáveis, resistentes, à prova d’água e não alergênicos, o que garante conforto e liberdade aos pacientes que precisam de algum tipo de tratamento. 

"Todas as nossas soluções foram pensadas para substituir o gesso e as talas tradicionais. O nosso objetivo é produzir imobilizadores para todas as articulações do corpo e estar presente mundialmente, levando uma solução acessível a todas as classes", comenta Hebert Costa, cofundador e CPO da Fix it

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de saúde , Fix It