Expansão do mercado de software está ligada a transformação digital

Publicado em 20/07/2017 por Imprensa

Rede Gigatron Franchising investe pesado em softwares e espera faturar R$ 16 milhões em 2017

É notório como o setor de Tecnologia da Informação (TI) está mudando significativamente nos últimos anos. A partir da computação em nuvem (cloud computing), das grandes análises de dados (Big Data), da conectividade móvel (mobile tech), há novos paradigmas e novos desafios também no desenvolvimento de software. Já não há mais a tradicional área de desenvolvimento de sistemas, como norteador da geração de soluções para atender aos negócios. É preciso se reinventar, aproveitando as novidades para tornar o processo mais rápido, mais eficiente, mais barato de operar e mais fácil de usar.

De acordo com Marcelo Salomão, diretor executivo da Gigatron Franchising, rede de serviços em tecnologia, o modelo de software para continuar tomando maiores proporções, acompanha diversas atualizações referente ao segmento de tecnologia, que tem solicitado principalmente a busca pela inovação neste setor. “Hoje a concorrência para esse segmento vem crescendo e muito, e para a Gigatron continuar na competição buscamos sempre o melhor, por isso estamos sempre antenados em tudo que há de novo nesse mercado, em seguida replicamos em nossos softwares”, explica o empresário. “A expectativa de avanço que esperamos em um futuro próximo é a criação de negócios digitais, ou seja, a integração do mundo digital nos processos, principalmente em pagamentos, apenas com tecnologias que eliminam a digitação”, frisa.

Segundo a Gartner, até 2019, a despesa mundial com software deverá ficar em torno de US$ 201 bilhões no segmento. Para o instituto de pesquisas, o crescimento de longo prazo será impulsionado principalmente pela modernização e ampliação funcional de projetos de transformação digital.

Expansão digital

A expansão digital é um dos principais pontos inserido no mercado de software. As contratações a nível nacional por softwares vêm crescendo a cada dia em alta velocidade, em virtude disso, a modernização através da expansão digital vem fazendo um papel muito importante de alavancar a importância de ter um software para utilização. 

Dentre as principais tendências tecnológicas atuais, que estão transformando a forma com que as empresas desenvolvem e utilizam softwares para ganhar competitividade e melhorar seus processos internos destaque para as coisas inteligentes: As coisas inteligentes vão além do uso de recursos como consultas ou cadastros, são recursos aplicados para a aprendizagem de máquinas e comportamentos mais sofisticados (inteligência artificial) permitindo uma interação com maior naturalidade no ambiente; Realidade virtual e aumentada permitem a criação de formas de interação diferenciadas entre sistemas de software e indivíduos. As plataformas digitais de tecnologia fornecem os alicerces básicos para um negócio digital que podem intermediar a conectividade entre sistemas móveis e outros em retaguarda e, são um facilitador importante para a criação de um negócio digital; E as plataformas de tecnologia digital e mobilidade quem tem se firmado nos últimos anos como um recurso cada vez mais versátil, que permite ao indivíduo em qualquer lugar, a qualquer momento, ter acessibilidade aos recursos dos quais necessita (mídias sociais, compras, gestão de negócios, notícias, entre outros).

Falta de profissionais

A criação de cargos cada vez mais específicos, o uso de equipamentos ultramodernos e a globalização dos negócios intensificaram o problema de mão de obra nas empresas. Segundo a IDC, o Brasil nos últimos anos vem tendo um agravamento na carência por profissionais de tecnologia. As principais razões para esse déficit são a rápida expansão das empresas de infraestrutura e tecnologia no País, e a adoção acelerada de serviços de TI pelas iniciativas pública e privada. 

Assim como marcas voltadas ao setor de tecnologia, a Gigatron também vem sentido esse impacto, principalmente através do modelo de negócio de Softwares.  “Hoje um dos maiores desafios que encontramos nesse segmento é a falta de profissional na área. Encontramos dificuldade em encontrar profissionais qualificados para executar essas tarefas de desenvolvimento”, avalia Salomão. 

Apesar do problema não ser sentido desde hoje, a falta deste profissional no mercado atrasa o lançamento e andamento de novos serviços. Para suprir a demanda, a marca oferece um processo seletivo aprimorado que desperta os perfis de cada candidato, além de também contar com treinamentos específicos para cada modalidade de atuação. A execução desse processo seletivo é feito de maneira padrão e segue em média 15 dias para finalização e preenchimento da vaga. 

“Normalmente após todo o processo seletivo e de treinamento, conseguimos manter o funcionário por um bom período de tempo na empresa. Em seguida, conseguimos aplicar o perfil e personalidade do colaborador dentro da organização”, diz o empresário.

Com a escassez de profissionais no mercado, atualmente a maior dificuldade encontrada pela franquia tem sido encontrar profissionais como Desenvolvedor de front edge, e web design com experiência em programação.  

Modelo de negócio vantajoso

O modelo de software hoje representa 40% do faturamento da Gigatron. A expectativa, segundo o diretor, é encerrar 2017 com R$ 16 milhões, somente através desse modelo de negócio, e um crescimento em curto prazo de 12%, levando em conta as exigências e atualizações que a rede irá implementar. 

Ficou interessado em investir neste modelo de negócio?! Salomão conta que a dica para se tornar um futuro franqueado de sucesso é que além de ter perfil empreendedor detalhista com experiência em rotinas administrativas, o investidor deverá possuir conhecimento técnico no setor de tecnologia, ter habilidade no relacionamento humano, facilidade de comunicação com o público, possuir visão mercadológica, estratégica e de marketing, identidade e perfil com o negócio proposto pela franquia. 

O investimento deste modelo de negócio é de R$10.860,00, considerando taxa de franquia mais taxa de instalação e capital de giro. O faturamento bruto mensal de um franqueado no modelo software é de R$ 30 mil, com lucro médio mensal de R$ 12 mil. Enquanto o prazo de retorno do investimento está estimado entre 1 a 12 meses. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de serviços , Franquias , Gigatron , Franquia de Software e serviços