Empresários contam como é a relação entre pais e filhos que gerem juntos o próprio negócio

Publicado em 09/08/2019 por Imprensa

Franqueados da Odontoclinic da capital paulista e de Botucatu compartilham a experiência de trabalhar junto com os familiares

Poder trabalhar com quem se ama e se admira não é um privilégio de todos. Mas, na Odontoclinic, primeira rede nacional de franquias de clínicas odontológicas, essa é uma realidade para alguns franqueados. É o caso de Ricardo Zanardi Bruno, de 39 anos, dono da unidade da Vila Prudente, zona leste de São Paulo.

Seu pai, Manoel Pires Bruno, 68, trabalha lado a lado com o filho na unidade. "Meu pai é um mentor para mim. Principalmente na gestão do negócio e na área financeira. E ele é um grande exemplo para mim, porque muito da minha formação profissional eu devo a ele, que é administrador há mais de 40 anos", conta Ricardo Bruno.

Não é de hoje que a parceria entre pai e filho existe – Ricardo e Manoel decidiram trabalhar juntos em 2013 em outro setor e, em 2019, partiram para o desafio de gerenciar juntos a unidade da Odontoclinic. Quem descobriu a rede de franquias, aliás, foi o pai. "A gente já tinha se decidido pelo segmento de saúde, mas foi meu pai quem foi a campo na etapa da escolha da marca. Ele comparou as empresas do setor de franquias odontológicas e optamos pela Odontoclinic", afirma o empreendedor.

Sobre a sensação de trabalhar ao lado de uma das pessoas que mais admira, Ricardo Bruno é grato. "É trabalho, mas é trabalho com carinho, amor e admiração. Não tem como dar errado", diz. "Os filhos que têm a oportunidade de conviver com os pais depois de adultos têm uma verdadeira benção na vida. A relação vai amadurecendo e vira uma amizade", completa Ricardo Zanardi Bruno.

Na unidade Odontoclinic de Botucatu, interior de São Paulo, essa parceria entre pai e filho também existe e é forte. Roberto Santa Rosa, 63, abriu com seu o filho Roberto Júnior a clínica da cidade em abril deste ano.

Sobre a parceria, o pai garante que dá muito certo. "Trabalhar com meu filho é incrível, pois nós temos muita amizade e, sobretudo, respeito mútuo. Trocamos muitas ideias e aprendizados. E, o mais legal, é que estamos aprendendo juntos sobre um setor novo para a gente, que é o da odontologia", orgulha-se Roberto Santa Rosa.

O patriarca da família é categórico ao afirmar que dentro da unidade não há briga. "Dentro da empresa não tem briga familiar, de jeito nenhum. Nem fora. Tudo é resolvido com amor e respeito às ideias do outro. Nós nos ouvimos e nos respeitamos mesmo e sempre chegamos a um consenso", explica.

Pai e filho, segundo o empresário, escolheram juntos investir na Odontoclinic. Eles conheceram a rede de franquias assistindo a um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo, que contava com uma placa publicitária da marca. "Fomos pesquisar sobre a empresa, depois fomos até a franqueadora tirar dúvidas e nos pareceu a opção mais série entre todas. Investimos nisso e agora trabalhamos felizes por estarmos juntos neste empreendimento", celebra Santa Rosa.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de odontologia , Odontoclinic