Depilação a laser: praticidade no controle dos pelos e da foliculite

Publicado em 11/03/2020 por Imprensa

O mês da mulher é sempre um ótimo momento para refletir sobre autoestima, conquistas e bem-estar. Elas querem se cuidar e investir em procedimentos que poderão lhes garantir mais autonomia e liberdade. E neste cenário, os cuidados com a beleza e saúde são fundamentais, abrindo espaço para que depilação a laser se torne cada vez mais comum e acessível. O procedimento é indicado não só para a remoção definitiva dos pelos, mas também para quem sofre com os pelinhos encravados.

Além de gerar conforto, a depilação a laser é o método mais indicado para tratar a foliculite, uma infecção de pele muitas vezes motivada por uma inflamação de pelos encravados. A infecção se apresenta no formato de pequenas espinhas, de pontas brancas, em torno de um ou mais folículos pilosos (bulbos em que o cabelo cresce).

O laser funciona por afinidade da energia da máquina com a melanina presente no pelo. A energia do laser, em forma de luz, atrai o pelo e capta a melanina, o pigmento encontrado na haste do fio e que dá a ele cor – como, também, à nossa pele. “A depilação a laser é o procedimento indicado para quem busca praticidade no controle dos pelos, sendo ideal para várias regiões do corpo, como axilas, pernas, virilha, região íntima e barba”, afirma Kessey Bini, sócia-fundadora da Vialaser.

As clínicas da rede trabalham com os lasers de Alexandrite e Nd:YAG, os mais modernos do mercado, garantindo um tratamento mais seguro, com o melhor custo/benefício e 50% mais rápido – o cliente pode depilar o corpo todo em sessões de 30 minutos.  A grande vantagem da tecnologia utilizada pela Vialaser é que os lasers afetam somente o bulbo, que é a porção inicial do pelo. Além disso, eles distribuem pouco calor na superfície da pele, preservando a melanina.

Outro fator importante é que esses equipamentos possuem um sistema de segurança em que a superfície de contato com a pele é resfriada por meio da aplicação de um spray de criógeno (componente de resfriamento), diminuindo ainda mais o risco de queimaduras.

“Quem já passou pelo procedimento aprovou, pois o sistema permite anestesiar a pele antes da remoção dos pelos. Os resultados podem ser vistos desde a primeira vez, porém a diminuição dos pelos se dá a partir da 6ª sessão, sendo que a nossa recomendação é no mínimo de 10 para garantir maior durabilidade do tratamento”, destaca Kessey Bini.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de depilação , Vialaser