Cursos profissionalizantes por EAD tomam nova forma e deverão ser tendência após pandemia

Publicado em 08/05/2020 por Imprensa

Rede de franquias Via Certa Educação Profissional acredita que um novo cenário na educação de cursos profissionalizantes foi criado

O isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus fez com que muitas empresas tomassem medidas emergenciais para adaptar os seus negócios. É o caso das escolas de ensino profissionalizante que se viram obrigadas a oferecer o ensino à distância como alternativa de manter seus alunos com o conhecimento em dia.

Décio Marchi, diretor executivo da Via Certa Educação Profissional, rede com atuação no mercado de cursos profissionalizantes, conta que ainda há preconceito e resistência por parte das pessoas pelo sistema EAD. Porém, ele acredita que essa será uma nova tendência de ensino após a pandemia.

“As pessoas já estão desmistificando aquela teoria que se tinha de que estudar a distância é sinônimo de falta de qualidade. Pelo contrário. Quando começamos a atuar dessa maneira, com o início da pandemia, nossos alunos perceberam que também era possível ter o mesmo em casa, como se fosse uma aula presencial. Tudo isso graças a um trabalho de qualidade da rede, onde as aulas ocorrem por meio de videoconferência e plataforma individualizada”, avalia o diretor executivo que, acrescenta ainda que é necessário quebrar alguns paradigmas, principalmente sobre estudar on-line, já que a tecnologia está presente na rotina do brasileiro.

Mercado de trabalho

O número de pessoas que vem perdendo o seus empregos crescem a cada dia. Marchi acredita que após a pandemia terminar haverá muita busca por emprego. Pessoas desqualificadas perderão espaço no mercado.

“Depois que tudo isso voltar ao normal teremos pessoas sentido na pele a falta da qualificação. Quanto maior a dor, maior é a consciência e a necessidade, haverá uma briga por vagas e o melhor vai conseguir. Daí a importância de correr o quanto antes atrás do prejuízo e ir em busca de cursos profissionalizantes. Saber entender o que o mercado necessita e o que vai estar em alta daqui pra frente”, diz.

A rede conta hoje com mais de 30 cursos nas áreas mais buscadas pelos brasileiros, como: administração, marketing, indústria e energia, informática, línguas, saúde, estética, entre muitos outros.

A duração do curso varia de seis meses a dois anos, e o custo mensal é bem acessível: a partir de R$119,90.

A metodologia é diferenciada e conta com um sistema de ensino híbrido que mescla a disciplina entre aulas por uma plataforma on-line – em que apresenta uma série de lições e explicações, e com especialistas da área.

Inovação que tende a ficar

A Via Certa focou num primeiro momento em uma medida que atendesse os alunos já matriculados e que possibilitasse acessar todo o conteúdo por mobile durante o isolamento social. Em seguida, abriu novas matrículas para quem estava em busca de especialização. Atualmente, 70% dos alunos estão fazendo as aulas profissionalizantes através no on-line, em suas casas.

Hoje a rede enxerga essa nova tendência do EAD e planeja inaugurar num futuro não muito distante uma unidade nesse formato. “A ideia é criar uma unidade mista, EAD e presencial, onde fica a critério do aluno escolher se quer ir até a unidade física fazer as aulas ou fazer à distância”, revela o empresário.

Marchi pontua ainda que mesmo a modalidade EAD ganhando espaço, o relacionamento e contato presencial com outras pessoas ainda é algo muito importante para o trabalho.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de cursos profissionalizantes , Via Certa Cursos