Ciência na mesa do bar: Água Doce recebe 4ª edição do Pint of Science em Varginha (MG)

Publicado em 21/05/2019 por Imprensa

Evento será realizado de 20 a 22 de maio e traz debates sobre diferentes temas

A Água Doce Sabores do Brasil localizada em Varginha, no estado de Minas Gerais, será um dos estabelecimentos que irá receber a 4ª edição do Pint of Science. Aos que não conhecem, o projeto foi trazido ao Brasil pela jornalista, Denise Casatti, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC-USP), sendo realizado pela primeira em terras brasileiras em 2015, em São Carlos, no interior de São Paulo. A ideia surgiu depois que dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um evento chamado Encontro com Pesquisadores, em 2012. O objetivo deles é levar o Pint of Science para todas as cidades do mundo e comunicar a ciência como ela é: divertida, fascinante e inspiradora. 

De 20 a 22 de maio, a Água Doce Sabores do Brasil de Varginha, comandada pelo franqueado André Yuki, contará com uma programação especial. No primeiro dia haverá uma discussão sobre o tema “Filosofia e Arte: deu match", sobre as interações entre arte e filosofia feita por quem pesquisa na área. Dois temas serão tratados: o livro que traz o conteúdo filosófico no pensamento miúdo do samba, chamado “Roda de Samba, Roda da Vida”, do autor Francisco Antônio Romanelli (Pesquisador na área de Ciências da Linguagem); e os "Causos do Interior”, com Daianna Brasilio de Araujo Pompeu (Doutora em Ciências da Linguagem pela Universidade do Vale do Sapucaí/MG) que traz uma discussão sobre as narrativas orais e o discurso fantástico, relacionado aos estudos dos "causos", típicos das pequenas cidades do interior.

O segundo dia contará com a presença de economistas, para debater sobre o tema “O Brasil pode quebrar?”. Thiago Fontelas Rosado Gambi (Doutor em História Econômica pela Universidade de São Paulo - 2010) irá focar na história do pensamento econômico brasileiro. Os participantes terão um breve histórico e a evolução do pensamento econômico brasileiro, desde o século XIX até os dias de hoje. Já Bernardo Pádua Jardim de Miranda (Doutor em Economia pelo Cedeplar/UFMG - 2013), irá debater sobre a Teoria Monetária Moderna para explicar que governos que emitem a própria moeda soberana, como Japão, Reino Unido, Estados Unidos e também o Brasil , não possuem as mesmas limitações que governos municipais e estaduais no que se refere ao uso da moeda nacional. 

No terceiro e último dia, o tema central será a Ciência do Cafezinho, já que o café é a mais importante riqueza para o Sul de Minas Gerais. Helga Cristina Carvalho de Andrade (Barista, Turismóloga, Pós-graduada em Cafeicultura e Mestre em Administração com ênfase em Gestão de Cadeias Produtivas) falará sobre “Café: da muda à xícara”, mostrando que durante toda a cadeia produtiva do café existem oportunidades de se agregar valor a esta commodity, para que ela traga mais riqueza e contribua para o desenvolvimento local, regional e nacional. Fechando a edição, André Luíz Alvarenga Garcia (Pesquisador na Fundação Procafé desde 2006) irá abordar sobre os “Impactos da pesquisa na produção do café do Sul de Minas”. A Fundação Procafé tem um enorme histórico de pesquisa e ensino sobre produção de café na região Sul de Minas. Suas fazendas experimentais são verdadeiros laboratórios a céu aberto, onde se trabalha para o aperfeiçoamento constante e a defesa do nosso café. 

Neste ano, o projeto passará por 85 cidades, com representantes de todas as regiões do País, e mais temas sendo abordados. Os coordenadores e cientistas participantes do festival não recebem remuneração, pois a ideia principal é compartilhar e debater o conhecimento de forma voluntária. Dessa forma, os estabelecimentos que cedem seu espaço não cobram entrada e o público paga apenas o que consumir. A Água Doce Sabores do Brasil de Varginha, por exemplo, terá um cardápio especial para a ocasião, além de chope e cervejas com preços atrativos. As vagas são limitadas. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Água Doce , Franquias de restaurantes