ABF divulga presença do franchising no país

Publicado em 01/11/2018 por Imprensa

Nesse último final de semana, a Minds Idiomas, antecipou o balanço com estratégias para as 3 melhores regiões citadas pela associação

A Associação Brasileira do Franchising (ABF) divulgou ontem, 30 de Outubro, um estudo das 30 cidades brasileiras com o maior número de unidades. A pesquisa foi bem detalhada e o que pode se constatar é o prosseguimento da tendência de interiorização das franquias tendo as regiões Norte, Nordeste e Centro- Oeste como as melhores para se investir. Corroborando com esse levantamento da associação, a Minds English School, rede de franquias de idiomas, realizou nesse último final de semana um encontro com a equipe diretiva para traçar as estratégias de expansão ainda para 2018. O foco no evento que aconteceu em Maringá, Paraná, eram justamente nas três regiões citadas no estudo da ABF.

"Enxergamos o Norte, Nordeste e Centro - Oeste como os polos com maior capacidade receptiva de escolas de inglês. Nas capitais pode-se ter um público maior, porém esses indivíduos tem uma disputa muito grande de atenção. Quando olhamos para os interiores dessas três regiões vemos demanda robusta, aluguéis mais em conta e mão de obra qualificada. Afinal, muitos centros universitários também estão migrando os seus polos para os interiores. É um movimento em cadeia: Universidades, comércio aquecido, e concomitantemente a necessidade por idiomas. É aí que a Minds entra", esclarece Leiza Oliveira, CEO da rede de idiomas.

Segundo o estudo promovido pela ABF: 43,3% das 30 cidades que mais cresceram em unidades são capitais que pertencem às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Ainda sobre as três regiões, a gerente de inteligência de mercado da ABF, Vanessa Bretas afirmou que a consolidação desse movimento de interiorização está sendo evidenciada principalmente no Norte, Nordeste e Centro - Oeste.

A Minds está presente nas cinco regiões do país e neste final de semana consolidou o seu modelo enxuto que consiste em escolas com metragem menor e adaptadas para cidades menores. Além disso, a rede focada na língua inglesa implantou o curso 50% online e 50% presencial. Único modelo existente no Brasil em que o aluno cumpre a carga horária das unidades onde desejar e a conversação nas salas de aula. Também há atividades fora dos muros das escolas. Há visitas monitoradas em museus, teatros e aquários. Tudo conversando em inglês e trocando experiência com os outros. Na Minds, o estudante se forma em 18 meses com um ticket médio favorável e um retorno ao franqueado entre 16 a 24 meses.

"Com o cenário político definido, o país tende a aquecer a economia e as empresas precisarem de pessoas qualificadas. Logo, o inglês se torna uma necessidade ainda maior. Temos potencial para as três regiões do país. Principalmente nos shoppings dos interiores em que o fluxo de pessoas é intenso" evidencia Leiza Oliveira, CEO da rede.

Esse plano estratégico da rede de idiomas vai ao encontro do dado apresentado pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), 78% das inaugurações desses shoppings entre 2017 e o primeiro semestre de 2018 foram em cidades que não são capitais; e 61,1% foram nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

Para se investir ainda em 2018 na rede da Minds English School, no modelo mais enxuto, o investimento gira em torno de 180 Mil reais e é possível parcelar o valor. Além disso, só na Minds há um conselho de franqueados em que os Diretores e Subdiretores são franqueados da rede. Ou seja, todas as decisões são tomada em conjunto. Como aconteceu nesse último final de semana com as estratégias de expansão. Há também a Universidade da Minds na cidade de Maringá, Paraná, em que os franqueados(a) são treinados e um consultor de marketing fica por um período inloco (cidade franqueada) até a adaptação desse novo franqueado.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de idiomas , Minds