Manuais de Operação, o passo a passo para o sucesso.

Publicado em 16/10/2014 por Rosana Fernandes | Ultima Atualização em 01/12/2014

A comunicação entre franqueadores e franqueados com atualizações constantes, podem manter o negócio no rumo certo.

Uma das maiores vantagens para quem opta por abrir uma franquia, é justamente a segurança de fazer parte de uma empresa com Know-how, com um modelo de negócio já verificado, testado e aprovado. Esta segurança, embora não seja garantia de sucesso, é um pontapé inicial em solo firme que permite avançar com estabilidade.


Uma das formas mais importantes de manter o direcionamento das franquias, são os manuais de operação, que são utilizados no processo de formação dos novos empresários, em treinamentos e como diretrizes em diferentes momentos da vida de uma franquia.


No momento da formatação da franquia, a responsabilidade pela criação e atualização do modelo dos manuais de operação, é de responsabilidade do franqueador. Além de montá-lo, ele também deve se manter seguro sobre a transmissão das informações adequadas para não permitir que nas novas franquias abertas haja desvio do padrão do modelo já em operação. Falhas nesta etapa podem ser fatais para a marca.


Apesar do momento fundamental da assessoria na implantação do negócio, os manuais de operações não podem ficar restritos ao momento inicial. Manter a troca de informações constante e atualizada em outras  fases de evolução da franquia também é fundamental.


Para colaborar neste processo de evolução constante é possível contar com a ajuda da tecnologia. Opções de atualização frequente em rede devem ser mantidas para garantir que toda a rede permaneça preparada e capaz para superar as mudanças do mercado e até mesmo prevê-las, garantindo assim a competitividade do negócio.


Dentre as possibilidades de modelos de manuais de operação, os principais são: Manual de Operação, Manual Administrativo, Manual Operacional, Manual de Marketing e Vendas, Manual de Controle e Manual de Identidade Visual. Mesmo tendo estes como base, cada modelo de negócio pode possuir padrões distintos incluindo mais modelos, de acordo com sua necessidade.


Como cada negócio exige especificações mais detalhadas e direcionais, o que fará grande diferença entre franquias melhores sucedidas que outras, será a capacidade da franqueadora de não somente passar o conteúdo através de manuais, mas também da capacidade de capacitar os novos franqueados para que entendam bem as diretrizes e além disso, se mantenham motivados e comprometidos suficientemente para seguirem o plano, buscando também a melhora contínua de todo o processo.


Franqueadores bons líderes podem conseguir estimular seus franqueados a captarem e repassarem dados importantes e fundamentais para atualização do processo operacional. A parceria efetiva permitirá a evolução de todo o sistema de franquias e a alta competitividade da marca e de toda a empresa.


Afinal de contas, embora a responsabilidade maior seja do franqueador, quando todos participam de alguma forma deste processo, mesmo que apenas fomentando com novos dados e informações após a franquia já estar implantada, a estratégia a ser montada a partir de um processo colaborativo contínuo, tende a ser proveitosa para todos os lados.


Por isto, mesmo você, que já é um franqueado, pode conseguir alavancar o seu negócio buscando e sugerindo oportunidades para que assim o franqueador repasse informações a toda a rede atualizando os manuais de operações e permitindo que ela cresça firme e forte. Assim toda a franquia só tende a ganhar.


Clique aqui para receber mais informações: http://www.mapadasfranquias.com.br/registro/newsletter

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Franqueadores , Franqueados , Manuais de franquias , Jurídico