Jovens empreendedores optam por franquias para fugir dos desafios de criar seu próprio negócio

Publicado em 25/07/2018 por Imprensa

Empreendedores que se viram fora do mercado de trabalho enxergaram no ramo de franquias a oportunidade para crescerem profissionalmente e com mais segurança

O Brasil é destaque quando o assunto é Empreendedorismo. Três em cada dez brasileiros adultos entre 18 e 64 anos possuem uma empresa ou estão envolvidos com a criação de um negócio próprio. Entre as principais razões, está a busca da independência financeira. Muitos jovens, com seus 20 e pouquíssimos anos, optam por iniciar seus próprios negócios logo depois de concluir a graduação, sem se preocuparem em passar por grandes empresas que asseguram direitos como férias remuneradas de 30 dias e carteira assinada.

Há ainda vários outros motivos que impulsionam a busca pelo próprio negócio. Recolocação no mercado de trabalho, sonho, garantia de uma segunda renda... plano B! Mas, abrir algo do zero ou investir em uma franquia? O franchising oferece praticidade de um modelo e marca já testados e aprovados no mercado. Adepta da tecnologia, antenada em tendências e sempre conectada à internet, a geração atual de jovens brasileiros movimenta o consumo de produtos e serviços em diversos setores da economia. Por conta disso, as franquias para o público jovem são uma opção atrativa para quem quer investir em um negócio.

Para o estrategista e CEO do Grupo ATNZO, holding de franquias, Lucas Atanazio Vetorasso, buscar empresas que já se estruturaram no mercado é um passo importante para o sucesso do negócio. Por mais experiência que o empreendedor tenha, as dúvidas aparecem em alguns momentos. Com um suporte, uma marca reconhecida e um bom relacionamento com a empresa franqueadora, o franqueado pode atuar com mais segurança sem em um primeiro momento investir muito em divulgação.

Em meio a um período coberto pela sombra de uma crise econômica, o setor de franquias experimentou aquecimento representado tanto por jovens com perfil empreendedor como por profissionais que visualizaram no setor a oportunidade para uma recolocação no mercado de trabalho. Pesquisa realizada revelou que, atualmente, mais de 12 mil Jovens com até 25 anos de idade são donos de franquias no Brasil.

Especializada na venda de sapatilhas, Letícia Pena, é fundadora da franqueadora Sapatilha na Sacola no comércio feminino. Foi fundada em 2015 com conceito fashionista, oferecendo oportunidades a mulheres de todas as idades de ter o seu próprio negócio. Com apenas 03 anos, a grande oportunidade bateu na sua porta e hoje conta com mais de 40 franqueadas. A preferência por franqueados jovens está relacionada ao perfil do consumidor da empresa e é a queridinha entre os jovens. O capital necessário para abrir uma franquia é de 9.900 mil reais e o prazo de retorno do capital inicial é de apenas 2 meses.

A empreendedora, hoje proprietária da rede de franquias Sapatilha na Sacola, explica como o planejamento fez toda diferença para a consolidação de sua rede de franquias. “Bom, no início, quando resolvi encarar meu sonho de frente e tirá-lo do papel, houve certa dificuldade de ‘como fazer’. Foi um passo importante e entendi os riscos. Neste momento, busquei me cercar de pessoas que cuidariam com carinho de todo esse processo.”

É importante que os jovens interessados pesquisem antes de encarar o desafio de abrir um negócio. Também é preciso possuir identificação com a marca e o segmento em que desejam ingressar. Para uma pessoa que deseja investir em uma empresa, o ramo de franquias oferece segurança e solidez. A mortalidade das franquias chega a ser até 7 vezes menos do que nas empresas independentes.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de calçados , Sapatilha na Sacola