Curso de programação prepara crianças e adolescentes para o futuro das profissões

Publicado em 05/04/2019 por Imprensa

People, escola profissionalizante, lança o Trilha Code, que ensina alunos a desenvolverem sistemas exigidos por empregadores do mundo todo

Cada vez mais a inteligência artificial se insere no mercado de trabalho. E enquanto não há resposta sobre quais serão as consequências para os profissionais dessa nova era, uma coisa é certa: esse é um movimento irreversível e adaptar-se a ele o mais rápido possível ajudará a ampliar as oportunidades de emprego no futuro.

Pensando nisso, a People, rede de cursos profissionalizantes com 40 anos de existência e focada em tecnologia para as novas gerações do Brasil, lança o seu novo curso tech, o Trilha Code. "As aulas são baseadas no sistema STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts e Math), um modelo de educação que dá mais protagonismo ao aluno. O que fazemos é deixar o estudante 'colocar a mão na massa' para que ele aprenda com mais eficiência", explica o gerente da People, Renato Lyra.

Criado com uma metodologia que leva os alunos a terem foco na criatividade, pensamento crítico, comunicação e colaboração, as aulas desafiam os estudantes a desenvolverem programações de jogos, aplicativos e personagens com diferentes níveis de complexidade.

Voltado para os estudantes que preencherão as profissões do futuro, ele trabalha competências que, futuramente, serão exigidas no mercado de trabalho. Ao aperfeiçoar o raciocínio das técnicas de programação, os alunos desenvolvem o cognitivo e ampliam seus conhecimentos em matérias como matemática, biologia e até física.

"A linguagem da programação os ajudará a lidar com profissões que, no futuro, terão grande componente de tecnologia", explica Marcos Lopes, Coordenador de Inovação e Produtos da MoveEdu, maior plataforma edtech do país e detentora da rede People. "Todas as atividades que os robôs farão precisarão ser montadas e programadas por humanos. Nós estamos preparando os alunos para que eles entendam a importância de dominar essas técnicas".

Com duração de dois anos e dividido em duas etapas, o curso oferece contato com programações simples e, posteriormente, mais avançadas. No primeiro circuito, o desenvolvimento de sistemas como Minecraft, Kodu e de aplicativos será o enfoque maior das aulas. Aqui, desenvolvem-se a criatividade e a organização dos estudantes, além de colocá-los em contato com as principais programações visuais utilizadas na atualidade. Na segunda parte, sistemas como o Phython e Tinkercard –linhas de código mais curtas e de modelagem 3D, respectivamente – acrescentam conceitos mais avançados na rotina do estudante.

"Os alunos trabalharão com linguagens procuradas no mercado de trabalho e com a lógica que permeia todos os níveis da programação", explica Marcos. "Eles serão treinados a racionar mais rapidamente, organizar-se melhor e estarão atualizados com as tendências que, hoje, são exigidas pelos empregadores".

Para conferir a programação completa do Trilha Code e saber mais sobre as matrículas, acesse a página da People

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de cursos profissionalizantes , People