Criar uma startup ou comprar direitos de uma franquia?

Publicado em 15/01/2020 por Imprensa

Por Adelmo Nunes Pereira, contabilista e diretor da Planned Soluções Empresariais

Para responder essa pergunta e fazer a escolha mais acertada, vale a máxima “conhece-te a ti mesmo”. Em outras palavras: você precisa descobrir qual o seu perfil de empreendedor. Para isso, vale a pena considerar a diferença dos modelos de negócios e ponderar sobre suas preferências.

Caso queira tornar isso mais evidente, você pode listar algumas questões no papel e fazer as escolhas que mais se identificam com você. Por exemplo: você prefere um negócio previamente formatado, com regras estabelecidas, já testado pelo mercado ou gosta de mais liberdade e quer um negócio com a sua cara? É uma pessoa mais criativa ou mais operacional? Essa atividade teria sua dedicação integral ou você já está empregado e busca uma renda extra? Quer desenvolver seus próprios fornecedores ou não se importa que já tenham sido definidos?

As perguntas são inúmeras. Vale a pena recorrer ao maior número delas, sem esquecer de avaliar o capital de investimento disponível, o tempo de retorno desejado e quais outras pessoas poderiam tocar o negócio, caso você não seja uma opção a considerar.

Ter dúvidas sobre onde investir quando o objetivo é empreender é algo bastante comum, ainda mais quando há diversidade de opções – caso das franquias – ou falta de identificação com o que se tem disponível. Por isso, tão importante quanto a pesquisa de mercado, é o autoconhecimento.

Os dois modelos podem trazer o retorno desejado, desde que o perfil do empreendedor esteja alinhado ao do negócio.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias , Empreender