Cresça e apareça

Publicado em 16/12/2016 por Luiz Marcondes

Especialista dá dicas para expansão da franquia mesmo em cenário "recessivo e depressivo"

Você vai ingressar numa rede de franquia, mas surge a dúvida: será que atuarei como um parceiro? Até que ponto vai o envolvimento e a responsabilidade? E onde será a loja? Existe alguma técnica ou ferramenta que possa ajudar na escolha do local? Ou é questão de sorte de disponibilidade de imóveis no mercado? O que vem por aí em 2017? Será que dá pra crescer? Quanto?


Marcus Rizzo, administrador de empresas e um dos fundadores da Associação Brasileira de Franquias (ABF), respondeu a essas e outras perguntas. O especialista também é sócio da Rizzo Franchise, consultoria que atua há mais de 20 anos na formatação de redes nacionais e internacionais do mercado de franchising. Confira a seguir nossa conversa com ele.


Mapa das Franquias: O que é mais comum acontecer quando uma rede busca se expandir: recrutar um parceiro ou apenas querer vender uma unidade? O que seria mais correto e por quê?


Marcus Rizzo: Especialmente novos franqueadores deverão afirmar: recrutar um parceiro! Mas quando você cede a franquia para o primeiro que aparece, que vai instalar em um local não previamente determinado a resposta deveria ser: “apenas querer vender uma franquia”.


Franqueadores optam por passar por experiências negativas para então, aprenderem e iniciarem a busca de candidatos que preencham o perfil exigido para a operação e instalam suas franquias em locais que possibilitem o mais rápido suporte operacional e em mercado avaliados que possibilitem gerar as receitas estimadas para o negócio.


Mapa das Franquias: Como deve ser planejada uma expansão e qual a importância do geomarketing no processo?


Marcus Rizzo: A expansão é a escolha de localidades consideradas viáveis e a eliminação daquelas inviáveis (isto elimina a mágica brasileira de adaptar negócios – pequenos, quiosques, mini, nano.. – para o mercado.


A utilização de ferramentas como geomarketing e, qualquer outra de localização (mesmo caseira) que possibilite de forma realística determinar e projetar as receitas geradas pelo negócio se instalado num determinando ponto comercial.


Mapa das Franquias: Até que ponto é possível crescer? O céu é o limite ou existe um certo ponto até onde uma rede é administrável?


Marcus Rizzo: Franquias não tem fronteiras, pelo contrário, derrubam fronteiras sociais, comerciais e até religiosas. Se houver mercado, viável para manter o conceito e posicionamento do negócio intacto, o limite é o planeta e .... Por enquanto.


Mapa das Franquias: É possível se expandir em um cenário recessivo como o nosso? Como?


Marcus Rizzo: Escolhendo e “seletivando” mercados onde existam consumidores no perfil, concentrados e em quantidade suficiente para sustentar a operação.


Mapa das Franquias: Quais as revisões para o setor de franquias em 2017? Que produto ou serviço terá mais chance de sucesso? Por quê?


Marcus Rizzo: Modelos mais testados e com maior consistência operacional vão sobreviver a um novo ano de decepção econômica e retração de consumo. Aqueles negócios que conseguiram enxugar seus custos operacionais e suas despesas fixas terão maior chance de continuarem no mercado e até crescerem em mais um ano recessivo e .... Depressivo!!


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Expansão de franquias , Franquias , Geomarketing para franquias , Gestão de franquias , Marcus Rizzo , Relação franqueador e franqueado , Crise Econômica , Economia e Mercado