Saudável no bolso e no prato

Publicado em 25/04/2016 por Luiz Marcondes

Manter a saúde é fundamental, mesmo em tempo de crise. Mas e a saúde do negócio?

Fundada pelo casal de empreendedores Luis Felipe e Bia Campos, em 2007, a Seletti veio para preencher uma lacuna no atendimento de alimentação saudável e rápida. Por isso, desde o início a proposta foi a formulação de um cardápio inovador e diferenciado, combinando ingredientes cheios de nutrientes e extremamente saborosos.


Hoje a Seletti tem mais de 30 lojas em operação, em shoppings centers, em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Piauí, Ceará e Distrito Federal.


E como a franqueadora encara a atual situação econômica? Dá para ter uma alimentação saudável em plena crise? A tendência do consumidor não é buscar alternativas menos saudáveis e mais baratas? Conversamos sobre estas e outras questões com Gabriel Gimenez, coordenador de marketing e expansão da Seletti Culinária Saudável, rede que é a número 1 dentre as franquias de alimentação saudável no Brasil.


Mapa das Franquias: A culinária saudável não é um “luxo” deixado de lado em tempo de crise? Mesmo com um cenário desfavorável economicamente, o consumidor continua sendo criterioso em suas escolhas alimentares?


Gabriel Gimenez: Um problema que a gente encarou por muito tempo foi a associação de Culinária Saudável e Fitness com preços altos. Mero engano, pois se alimentar bem hoje significa economizar com remédios, tratamentos e cirurgias no futuro. Sem contar que é possível oferecer culinária saudável a um preço acessível. O consumidor sempre será criterioso, ainda mais em um momento de crise, onde ele só irá investir o dinheiro dele no lugar que lhe trará bons resultados, A empresa que se destacar “conquista o cliente”. Para enfrentar esse panorama, trabalhamos diariamente para criar soluções que sejam saudáveis para os clientes e rentáveis para a marca.


Hoje, por exemplo, oferecemos os pratos Triviais. São cinco pratos diferentes, cada um servido em um dia da semana. O preço varia entre R$ 17,90 e R$ 19,90 e as opções fazem os olhos brilharem. Servimos Strogonoff, Hambúrguer à parmegiana, Frango com Creme de Queijos e outras duas opções deliciosas, preparadas de maneira saudável e com muito sabor.


Mapa das Franquias: O que acontece quando a Seletti enfrenta outras lojas que não são franquias, que vendem produtos semelhantes e mais baratos e não têm custos como como royalties e propaganda? Dá para manter seu espaço no mercado? Como?


Gabriel Gimenez: O grande erro é pensar que custos como Royalties e FUP (fundo único de propaganda) encarecem os produtos. Muito pelo contrário. A franquia tem um trabalho diário para conseguir os melhores fornecedores com os menores preços. Dentro do escritório, o telefone não para. Toda hora tem alguém lutando para conseguir um preço atrativo de um produto ou uma mídia com desconto. Tudo isso é refletido diretamente para a rede. Afinal, todo esse trabalho fica conosco e apenas o resultado final é passado aos franqueados (fornecedores homologados com valores já negociados).


Fora que a negociação é feita, no nosso caso, para 32 lojas. Isso significa compra em maior volume com menores preços. Costumo dizer que essas taxas são investimentos e não gastos. Podemos aplicar isso à nossa rotina pessoal. Quando vamos a um supermercado, vemos muitas placas “Compre 3 e pague por 2”. É justamente isso o que acontece. É como se 32 lojas pagassem por 28 ou 25 lojas. E essa negociação só é possível quando se tem a visão macro das redes.


Preço acessível ao público e padrão nacional bem definido


Mapa das Franquias: Então, mesmo que a concorrência consiga ter preço baixo, ela não incomoda?


Gabriel Gimenez: Concorrências são sempre saudáveis, afinal, são combustíveis de inovação. Se estamos acomodados, não surgem novas ideias. O que nos dá credibilidade e até nos diferencia é a nossa marca. Quanto a preços, a gente bate um pouco na questão anterior. Por termos altas negociações de volume, conseguimos bons preços. Mas, a qualidade ainda é o nosso foco. O que tem acontecido muito no mercado são marcas que barateiam muito o produto e o servem com uma qualidade baixa. Não é isso que queremos. Queremos oferecer um produto com muita qualidade. Então, tendo um produto de qualidade, um preço acessível ao nosso target e um padrão nacional bem definido (quem vai em uma Seletti, conhece a qualidade de todas as lojas), há uma grande chance de se manter no mercado. Hoje, o nosso 3º prato mais vendido é o Salmão (R$29,90).


Mapa das Franquias: Como a estratégia de combos e triviais da Seletti pode ajudar a reduzir custos?


Gabriel Gimenez: Quando pensamos em criar os Triviais a ideia era usar produtos que já possuíamos nas lojas e transformá-los em receitas que chamassem a atenção dos nossos clientes. Dessa forma, não precisaríamos aumentar o número de produto em estoque e nem nos preocuparmos com desperdício, pois a matéria prima seria usada para outros pratos. Fizemos uma pesquisa com nossos clientes e nas grandes praças de alimentação e percebemos quais eram os produtos mais “cobiçados”. Estudamos e conseguimos aplicar o nosso conceito saudável aos pratos, além de termos desenvolvido receitas exclusivas para algum deles.


No final das contas, conseguimos atrair clientes pela novidade, fortificar os clientes assíduos com uma opção saudável diferenciada e baratear a produção dos pratos dentro da loja. Todo mundo foi beneficiado e quando isso acontece, é uma vitória imensa!


Mapa das Franquias: Há planos para expandir a rede ou eles foram adiados devido à crise econômica?


Gabriel Gimenez: Há sim um panorama de expansão. A crise fez com que os espaços cedessem aos valores altos. Então, quem está disposto a investir, conseguirá os melhores preços justamente nesse momento. Aquele que for resiliente será muito beneficiado no futuro. O ramo de alimentação é o último a ser afetado e o primeiro a se reerguer. As pessoas precisam comer. Nem todo mundo tem tempo para preparar comida em casa e nós oferecemos uma refeição rápida e com muita qualidade. Com certeza, há uma ajuda mútua, um trabalho feito a quatro mãos.


Fui demitido. Será que vale a pena entrar nessa?


Mapa das Franquias: Muitos profissionais demitidos têm cogitado investir o montante da rescisão em franquias. Supondo que eu desejasse fazer o mesmo, como a Seletti me atrairia e que benefícios me seriam expostos para que eu ingressasse na rede?


Gabriel Gimenez: A culinária saudável tem sido tendência nos últimos anos. As pessoas começaram a sentir os efeitos da “quimicalização” na comida. O autor Michael Pollan, em um de seus documentários, explica o processo de modificação que o pão sofreu ao longo dos anos. O que era uma receita de três ingredientes, hoje, possui cerca de 37 ingredientes. Ele costuma dizer também para olharmos os ingredientes dos produtos que consumimos e avaliar – nós temos tudo isso no armário de casa? Não, pois 50% dos ingredientes são produtos químicos, seja para dar volume, cor ou sabor aos produtos. E todos estão se conscientizando do mal que tudo isso faz e buscando uma rotina mais saudável. E é simplesmente isso que temos para oferecer.


Oferecemos, nada mais nada menos que a maior tendência mundial, a culinária saudável. E oferecemos com um projeto de arquitetura montado, uma equipe que vai auxiliar a avaliar todos os custos e mostrar qual o melhor caminho a ser seguido, uma agência de propaganda que entrega o material de comunicação pronto, uma equipe de assessoria de imprensa divulgando a marca, fornecedores homologados com os melhores produtos e melhores custos e tudo aquilo que você precisa para fazer com que a loja funcione perfeitamente. Você só precisa se dedicar para girar as engrenagens da loja.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Franquias de alimentação , Alimentação Saudável , Franquias de fast-food , Seletti