Redes de franquias que não sofrem sazonalidade driblam a crise econômica

Publicado em 14/07/2017 por Imprensa

Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), nos últimos anos os franqueados obtiveram um crescimento em torno de 37% em suas redes, e estão conseguindo driblar a crise sem afetar a estabilidade, credibilidade e faturamento da empresa.

Os empreendedores afirmam que a dica é apostar numa fonte de renda para os negócios, traçar um planejamento realista, manter um lucro de 30% em casos de emergência, apostar em produtos novos e estar sempre prontos para novos desafios.

Por conta disso, separamos redes que não sofrem sazonalidade, tornando-se assim, excelentes opções de investimento. Confira: 

A Seguralta, pioneira em rede de franquias de corretoras de seguros do Brasil, está no mercado há 49 anos e conta com mais de 1.000 unidades comercializadas em todas as regiões do país. A rede oferece todas as modalidades de seguros individuais e empresariais disponíveis no mercado e espera alcançar até o final do ano cerca de 300 franquias.

“Para estar à frente de uma franquia sazonal, é necessário estar preparado para a queda de movimento, assim como para as altas temporadas e demandas. Já ao investir em uma franquia que não é sazonal e que pode dar lucro independente do momento, o franqueado consegue manter uma estabilidade no faturamento. A falta de sazonalidade também ajuda na fidelização de clientes”, explica Leonardo Cannizza, diretor de expansão da Seguralta – uma das maiores corretoras de seguro do país.

A rede de franquias Mary Help tem como proposta central fornecer mão de obra de diaristas e mensalistas para serviços em residências e empresas, além do serviço de seleção de profissionais e terceirização de mão de obra. A rede possui mais de 67 unidades franqueadas espalhadas por todas as regiões do país. Investimento inicial varia de R$ 40 a R$ 50 mil. Faturamento pode chegar a R$ 150 mil mês.

“Nossas unidades estão sendo bem-sucedidas e crescem mês a mês, batendo recordes sobre recordes.   As melhores unidades da rede já atingiram faturamento mensal de quase R$ 150 mil, deixando um lucro líquido de até R$ 35 mil no mesmo período. As estratégias recomendadas pela rede e utilizadas pelos franqueados são a divulgação adequada e bom atendimento aos clientes.”, complementa Campanelli, idealizador da rede.

Criada no final de 2016, a inovadora Cofice surgiu com o objetivo de acabar com as dificuldades que muitos empresários encontram na hora de fazer reuniões. A falta de locais adequados para tal pratica foi o que motivou os três sócios a abrirem o negócio.

“Estávamos em um processo de constituição de uma empresa S/A para investimentos em outros negócios e todo o processo ocorreu com reuniões realizadas em Shopping Centers. Nestes locais, não tínhamos privacidade tão pouco estrutura para os encontros, passamos então a freqüentar cafeterias, onde ganhamos privacidade, porém ainda não tínhamos a estrutura necessária, faltavam, por exemplo, tomadas para carregar notebooks, tablets e celulares”, explica Sady Viana. Foi então que em uma dessas reuniões, os sócios decidiram que ninguém mais poderia passar pelas mesmas dificuldades que eles passaram. Tudo o que fosse necessário para fazer com que reuniões e encontros pudessem ser mais eficientes e agradáveis possíveis, seria feito. Eles uniram as delícias de uma cafeteria com a praticidade dos coworkings. Foi assim que surgiu o COFICE: Coffee + Office.

Outra franquia que também não sofre sazonalidade é a Só Varais. Pioneira no segmento de varais internos e externos no Brasil, a franquia oferece serviços de consultoria, comercialização, instalação e manutenção de varais.  “A Só Varais possui mais de 30 produtos em sua linha, com uma ampla variedade de modelos e tamanhos. Além disso, são práticos e modernos e se adequam em áreas internas e externas. Varal é uma necessidade diária que independe do clima, datas comemorativas e classes sociais por isso não sofre sazonalidade”, explica Williams Duarte, diretor comercial da rede.

A Só Varais é um negócio inédito e com taxa de franquia atrativa – apenas R$ 20 mil. Além disso, o franqueado economiza com ponto comercial, pois a franquia atua através de um escritório e vendas pela internet. O lucro médio mensal da rede é de até R$ 18 mil. O investimento inicial é de R$ 98.912,00.

Por fim, a Tutores por contar com uma grande oferta de serviços, faz com que o franqueado não enfrente sazonalidade. Especializada em educação complementar voltada para o reforço escolar multidisciplinar, a rede oferece reforço escolar, tutoria e cursos livres para o Ensino Fundamental I e II, Ensino Médio, Superior, TCC e para a Melhor Idade. Também conta com cursos preparatórios para o Enem, vestibular e concursos, além de aulas de português para estrangeiros.

Pertencente ao Grupo Multus – líder nacional no segmento de microfranquias, a Tutores conta com mais de 100 unidades em todo país e quer finalizar 2017 com 150 em todo território nacional. Sua modalidade de negócios é baseada no tamanho das cidades e no número de habitantes, engloba investimentos a partir de R$ 20 mil e a possibilidade de começar trabalhando home-base (de casa). O faturamento médio da rede também é um grande atrativo, cerca de R$ 28 mil por mês, sendo que algumas unidades chegam a faturar mais de R$ 35 mil, o lucro em média de 35% e retorno de investimento de até um ano.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Mary Help, Seguralta