Rede de produtos de limpeza investirá cerca de R$ 60 milhões para dar suporte à expansão

Publicado em 06/07/2017 por Imprensa

Ecoville prevê chegar a 5.000 unidades em dez anos. Para isso, está fazendo diversos investimentos, entre eles o aumento da capacidade de fabricação

O Brasil é o maior consumidor de produtos de limpeza da América Latina e o quarto do mundo, de acordo com a empresa de pesquisa Euromonitor International. Neste cenário promissor está a Ecoville, fabricante de produtos de limpeza, que investirá aproximadamente R$ 60 milhões nos próximos cinco anos em infraestrutura para dar suporte ao rápido crescimento de sua rede de franquias. 

Máquinas para indústria, estruturação de centros de distribuições regionais, contratação de pessoas e tecnologia da informação devem ser o foco dos aportes que serão feitos. A empresa aderiu ao modelo de franchising em junho de 2016 e comercializou 237 franquias em 270 dias, o equivalente a venda de uma por dia. A meta é chegar a 5.000 unidades em dez anos. 

“Estamos, desde já, nos preparando para oferecer aos franqueados toda a infraestrutura necessária para apoiá-los em seus negócios, desde ampliação da capacidade de produção até uma plataforma para melhorar a comunicação entre a rede, entre diversos outros investimentos”, comenta Leonardo Castelo, diretor da Ecoville

Até o momento foram investidos R$ 7 milhões. Dentre os investimentos está a reforma de um prédio de quatro andares, em Joinville, no valor de R$ 1,3 milhão. O espaço está sendo preparado para receber a equipe da franqueadora, que até então ocupa um escritório localizado na fábrica da Ecoville. O parque fabril, que hoje tem 5 mil metros quadrados de área construída, será dobrado e, para isso, estão sendo investidos R$ 2 milhões. 

Como a demanda crescente de produtos juntamente ao número de franquias da marca, a Ecoville também decidiu comprar três novos maquinários para envase dos itens de limpeza. Um deles foi adquirido no ano passado no valor de R$ 1,5 milhão e outros dois estão sendo negociados e devem custar R$ 2 milhões no total. 

Além disso, a marca também está investindo cerca de R$ 200 mil para desenvolver uma plataforma de comunicação entre a empresa e os franqueados e mais R$ 100 mil na contratação de 30 novos funcionários. “Um exemplo foi a internalização de um profissional da área jurídica para ajudar nos contratos. Já chegamos a vender 40 unidades em apenas um mês e precisamos de alguém interno para cuidar da papelada com agilidade e eficiência”, conclui o empreendedor. 

Modelos de negócio

A Ecoville é a primeira franqueadora no segmento de produtos de limpeza e oferece dois modelos de negócios. Com a franquia tradicional, que custa a partir de R$ 148 mil, o franqueado tem direito a uma loja física, uma unidade móvel e o canal de televendas, responsável por dar suporte aos outros modelos, facilitando a vida do franqueado na hora de fidelizar os antigos consumidores e prospectar novos. 

No outro modelo, que é de microfranquia, o empreendedor adquire a partir de R$ 85 mil uma unidade móvel para venda de produtos na rua e amostras para a venda direta. A previsão de retorno, para ambos os formatos, é de 12 a 24 meses, e o faturamento médio mensal esperado é de R$ 70 mil para as franquias tradicionais e R$ 25 mil para as microfranquias, com expectativa de 10 a 15% de lucro para ambas. Mesmo há pouco tempo no segmento, a Ecoville assinou 317 contratos, entre franquias e microfranquias, em 270 dias – o que equivale há mais de uma unidade comercializa diariamente. “A Ecoville se consolidou como o mais emblemático case de expansão de franquias em 2016”, conclui o fundador.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquia , Expansão de franquias , Microfranquias , Franquias de limpeza , Ecoville Produtos de Limpeza