Rede de cafés gourmet reduz taxa de franquia para atrair investidores de São Paulo e Curitiba

Publicado em 26/02/2018 por Imprensa | Ultima Atualização em 27/02/2018

Com descontos atrativos, Petite Amie quer expandir marca e conquistar a preferência de público nessas duas cidades

Depois de conquistar o paladar catarinense e ser destaque nas redes sociais, a rede de cafeterias gourmet Petite Amie quer expandir a marca também para as capitais de São Paulo e Curitiba.

A franchising, que surgiu em 2015, na cidade de Brusque, em Santa Catarina, é referência gourmet no Sul do país e acredita que a resposta não será diferente nas duas metrópoles.  

A marca está oferecendo descontos atrativos nos royalties e na taxa de franquia para empreendedores que querem investir nas duas capitais. Quem quiser empreender na rede terá desconto de R$ 20 mil na taxa de franquia (de R$ 50 mil por R$ 30 mil) e o royalties sairá de 5% por 3%, no primeiro ano.

De acordo com a diretora e fundadora da Petite Amie, Bárbara Pavesi, a iniciativa beneficia investidores que querem apostar em cafés e garante que, se a rede conquistou públicos de cidades tão pacatas do Sul, com certeza terá um bom desempenho em metrópoles como São Paulo e Curitiba.

Apostar em cafés tem se tornado algo muito promissor. Onde quer que você vá tem um cafezinho e, na maioria das vezes, está sempre cheio. O retorno líquido é muito bom. Além disso, estamos oferecendo oportunidades únicas para quem quer crescer conosco”, diz Bárbara.

A empresária explica que o segredo da marca para sair na frente dos concorrentes está na qualidade, padronização e exclusividade da linha. É que, hoje, a rede oferece um cardápio com mais de 160 produtos, no qual praticamente todos são de fabricação própria e levam um toque gourmet.

Entre os preferidos do público estão os deliciosos brigadeiros, sensação entre os brasileiros, uma seleta cartela de cafés especiais, as famosas taças sujas de chocolate, que enchem os olhos nas redes sociais, e os doces e tortas servidos em mono porções.

Bárbara explica que as filiais da marca localizadas em cidades menores têm um faturamento médio mensal de R$ 75 mil, cerca de R$ 900 mil, o que, para a empreendedora, apenas comprova o potencial das grandes cidades. “Agora, imagine quanto pode faturar uma franquia da rede em uma grande cidade como São Paulo e Curitiba”, propõe a empresária.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Expansão de franquias , Empreendedor , Franquias de Cafeterias , Plano de expansão , Crescimento da franquia , Petite Amie