Por que é importante conversar com franqueados que já atuam na rede que você pretende investir?

Publicado em 27/10/2017 por Imprensa

Segundo a consultora jurídica Melitha Novoa Prado, do escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica, eles podem fornecer informações valiosas e concretas, fundamentais para a tomada de decisão

Antes de abrir uma franquia, é preciso percorrer um longo caminho que inclui muito estudo – do sistema e do negócio -;  análise pessoal, para saber se o investidor tem perfil para ser franqueado; e investigação, ou seja, ir a campo para levantar informações que possam dar mais segurança na tomada de decisão.

Neste sentido, uma recomendação é de extrema importância: conversar com franqueados que já atuam na rede que despertou o interesse do investidor. “O franqueado pode fornecer informações valiosas e concretas sobre a operação, os aspectos financeiros que a permeiam, o mercado e como é o relacionamento com a franqueadora”, lista a consultora especializada em relacionamento de redes, Melitha Novoa Prado – do escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica.

Pensando em quem ainda tem dúvidas sobre um possível investimento em franquia – e ainda não passou pela fase de conversar com os franqueados em operação – Melitha compartilha um roteiro de perguntas essenciais que devem ser feitas durante a conversa:

- Os estudos de viabilidade financeira que lhe foram apresentados correspondem à realidade?

- A estimativa de faturamento apresentada é real?

- Como é o relacionamento com o franqueador?

- Como os conflitos que surgem na rede são resolvidos?

- Como os franqueados se reúnem? Há Conselho de Franqueados?

- Como acontece a comunicação na rede? Há fóruns ou outros canais para que os franqueados sejam ouvidos ou para que possam compartilhar ideias e experiências?

De acordo com Melitha, “investir numa franquia – independentemente do valor envolvido – requer muita cautela. E as respostas obtidas a partir deste roteiro, facilitarão e trarão muito mais segurança ao processo”.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Pesquisa de mercado, Pesquisas