O que fazer se o franqueador não responde suas dúvidas?

Publicado em 05/01/2016 por Luiz Marcondes

A quem recorrer? Continuar tentando ou cancelar o contrato? Que situação! Mas não se desespere: nós consultamos um especialista

Você adquiriu a franquia cheio de planos e expectativas e acabou tendo uma decepção: a franqueadora não está dando o suporte como deveria. E agora?


Para responder a essa questão, conversamos com Marcus Rizzo, um dos fundadores da Associação Brasileira de Franquias (ABF). Administrador de empresas especializado na estruturação de organizações franqueadoras e suas redes de franquias, Rizzo tem experiência em mais de cem organizações nacionais e multinacionais e também é um dos sócios da consultoria Rizzo Franchise.


O especialista afirma que muitas franquias prometem suporte e acabam abandonando o franqueado, o que significa que você adquiriu uma franquia com baixo nível de estrutura.


O que fazer? Ele recomenda que você verifique o apoio prometido no contrato e na COF (Circular de Oferta de Franquias). Em seguida, que avalie suas alternativas de negociação com o franqueador para conseguir o cumprimento das promessas. Se não conseguir que sejam cumpridas, estude até mesmo as formas possíveis de rompimento. Em algumas situações, pode haver o ressarcimento dos investimentos e despesas realizadas pelo franqueado.


É possível prevenir experiências negativas?
Bem, antes de ser um franqueado, Rizzo recomenda que você aja como um investigador. Pesquise a marca para saber a respeito da assistência e do suporte oferecidos por ela. Converse com franqueados que já estão na rede. Tudo isso deve ser feito antes de você adquirir a franquia.


Mas, e se já adquiriu a franquia e tem problemas?


Rizzo faz uma comparação: agora “você já está casado e a alternativa é romper o casamento.”
A avaliação definitiva deve ocorrer durante o programa de treinamento, “enquanto você ainda está no período de noivado”, continua o especialista É neste momento que você terá a oportunidade de conhecer com profundidade a expertise e o suporte do franqueador. E ainda terá tempo para desistir.


E se eu quiser insistir, apesar das adversidades?
Perseverança é sem dúvida uma qualidade. Quem quiser continuar tentando, deve buscar o apoio de outros franqueados que já estejam na rede há algum tempo.
Rizzo esclarece: “Certamente eles lhe encaminharão soluções para os problemas e dúvidas que você enfrenta neste momento, até mesmo por já terem passado por dificuldades parecidas”.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias, Franquias, Franqueados, Gestão de franquias, Rizzo Franchise, Marcus Rizzo, COF, Contrato de Franquia, Jurídico