Instituto Gastronômico das Américas cresce 19% no primeiro semestre

Publicado em 09/08/2018 por Imprensa

Nova fase de expansão da rede argentina no Brasil, com foco em investidores individuais, resultou na venda de dez unidades nos primeiros meses de 2018

O Instituto Gastronômico das Américas (IGA), maior rede de escolas de gastronomia e confeitaria do mundo, encerrou o primeiro semestre de 2018 com 50% da meta anual já alcançada. Das 20 unidades que a franqueadora argentina pretende abrir em solo brasileiro até dezembro, dez já foram negociadas, o que rendeu à rede um crescimento no Brasil de 19% em comparação ao mesmo período de 2017.

Luis Zemlenoi, diretor de expansão do IGA, conta que o crescimento de forma planejada não permitiu que a crise afetasse a expansão da rede. “O IGA é muito cauteloso à expansão da marca. Buscamos crescer de forma cadenciada, dentro de uma realidade possível e por meio de potenciais franqueados conscientes a respeito do negócio. Prova disso é o índice nulo de fechamento de lojas”, explica Zemlenoi. Ainda, o instituto reúne alta maturidade em governança corporativa, o que o torna uma franqueadora pertencente à quarta geração, ou seja, conta com a presença do board da empresa em processos importantes para o desenvolvimento das unidades. O resultado impacta diretamente na lucratividade da franquia, que chega a ter uma taxa de rentabilidade entre 20% e 25% ao mês sobre o faturamento bruto.

O IGA está presente no Brasil desde 2008 e conta com 48 unidades em operação em 15 estados: Amazonas, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. No mercado internacional, além da Argentina, a rede está presente no Paraguai, Uruguai, Bolívia e EUA. No ano passado, registrou receita mundial superior a R$ 40 milhões e, em 2018, espera crescer 22%.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de cursos profissionalizantes , IGA