Franquia “desconstrói” para construir

Publicado em 01/12/2017 por Luiz Marcondes

“Taça desconstruída” é uma das novidades do Café du Centre, saiba mais

O Café du Centre é uma rede de cafeterias inspirada nas casas parisienses com dez lojas em operação no sul do País. Ela oferece cafés, chocolates, croisssants, sanduíches gourmet, sobremesas e as “taças desconstruídas”, uma sobremesa que é uma das marcas registradas da franquia.

Além da decoração, a trilha sonora do local também ajuda a criar a atmosfera de Paris e fica por conta de uma rádio própria, só com canções francesas.  

O Café du Centre foi fundado em 2014 pelas irmãs Paula e Bruna Vieira, empreendedoras apaixonadas por café e frequentadoras de cafeterias em diversos países.

A rede tem hoje dez franquias em operação nas cidades de: Balneário Camboriú, Blumenau, Chapecó (SC), Curitiba, Maringá, Francisco Beltrão, Cascavel, Gramado e Foz do Iguaçú (PR). Em 2018, além de São Paulo (nos Jardins), chegará a Guarapava, Ponta Grossa e Londrina (PR), Campo Grande (MS) e Florianópolis (SC). O investimento inicial total para abrir um Café du Centre gira em torno de R$ 300 mil (considerando uma loja de rua padrão). O público alvo é classe A com tíquete médio de R$ 70.

Conversamos com Igor Mello, diretor de expansão do Café du Centre para saber mais sobre a franquia e sobre como ela planeja crescer. Confira.

Mapa das Franquias: Como decidiram transformar o Café du Centre em franquia, quem está assessorando no processo de franchising?

Igor Mello: Após a inauguração da matriz em Itapema, houve uma grande procura, pois o café oferecia um diferencial (taças desconstruídas), um lindo layout acompanhado de uma grande sofisticação. Daí, com tanta procura e uma oferta no mercado de franquias, decidimos profissionalizar a proposta de Franquia.

Mapa das Franquias: Como convencer um potencial franqueado a subir à bordo de uma novidade?

Igor Mello: Não trabalhamos na questão do “convencimento”. Na verdade, uma franquia é um negócio muito sério, e o candidato deve estar ciente do que ele procura em sua atuação profissional.

Sempre aconselhamos a procurar e estudar diferentes segmentos, e se, após a análise, decidir pelo nosso modelo de franquias, vamos para entrevista presencial.

Mapa das Franquias: Qual é o conceito de “taça desconstruída” e como se vende isso para o público?

Igor Mello: O conceito de uma modalidade de sobremesa que não é tendência, mas algo que chegou para ficar e fazer parte da oferta de mercado.

Mapa das Franquias: Por que a marca não abriu uma loja própria antes na capital de SC, que tem uma dinâmica tão diferente das capitais do sul do país?

Igor Mello: Temos a loja matriz em Itapema.

Mapa das Franquias: O Jardins é um bairro com custo bastante alto em São Paulo e com alta concorrência. O que vocês acreditam ser o diferencial para fazer sucesso ali?

Igor Mello: O mesmo que tem sido em todas as cidades que atuamos. Estamos levando para o paulistano mais uma grande opção de glamour, produtos criados pela marca e algumas exclusividades que só a marca oferece.

Mapa das Franquias: Quais os planos para 2018/2019? As incertezas políticas e eleitorais assustam?

Igor Mello: Não. Somos uma empresa, fazemos a nossa parte dentro da economia tentando cada vez mais gerar empregos e fortalecer da maneira que nos cabe o nosso mercado de atuação. Somos otimistas em relação à nossa futura economia.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de Cafeterias, Café Du Centre