Fórmula Pizzaria padroniza operação e registra economia de 15%

Publicado em 21/03/2019 por Imprensa

Com a única Central de Atendimento do país, rede desenvolveu uma Cozinha Central que distribui insumos para todas as unidades franqueadas

O mercado de franquias está em evidência no Brasil: em 2018 o franchising faturou 7% a mais do que o registrado no ano anterior, mas todo esse sucesso não acontece por acaso.

Muitos franqueados entram para o sistema de franquias sem nunca ter atuado anteriormente no segmento em que a marca atua, o que é muito comum, já que o franchising não requer experiência prévia: o grande segredo por trás deste mercado é a transferência de know how do franqueador para seus franqueados.

“A padronização é imprescindível para o funcionamento de qualquer franquia. A partir do momento que você cria um negócio que dá certo ele deve ser passado à diante da mesma forma e com as mesmas características”, explica Henrique Mol, diretor executivo da rede Fórmula Pizzaria.

É a padronização que permite com que a rede obtenha resultados semelhantes em seus mais diversos locais de atuação. “Da mesma forma que é de responsabilidade do franqueador desenvolver manuais de atuação que vão desde a fachada da unidade até a forma de manuseio dos alimentos, o franqueado tem o dever de seguir essas regras. Tudo deve estar alinhado”, diz Mol.

Faz a diferença

Como muitas franquias fecham as portas por conta da falta de padronização, é necessário garantir o comprometimento e a qualidade dos serviços a todo momento - com os funcionários, os fornecedores e todas as partes envolvidas na operação.

“Deixar de seguir o padrão pode custar muito caro para a rede. É por isso que todas as unidades são iguais: o cliente já conhece o serviço e confia nele, não quer surpresas. A pizza de Palmito da unidade de Belo Horizonte tem o mesmo sabor se você fizer o mesmo pedido na unidade do Rio de Janeiro, por exemplo”, garante o diretor.

Sabendo da importância em ter uma operação uniforme, a Fórmula Pizzaria desenvolveu a primeira central de atendimento do país. Localizada em Belo Horizonte, sede da marca, a Central de Atendimento atende igualmente todas as 15 unidades franqueadas da rede localizadas em diversas regiões do Brasil. “Todos os pedidos são automaticamente direcionados para Belo Horizonte, independentemente da localização do cliente. Os pedidos realizados via telefone, aplicativo, site ou app da Fórmula caem direto na Central”, explica Mol.

Ao adotar o sistema, a marca notou uma redução considerável nos custos de cada unidade: por não precisar de um espaço destinado ao atendimento em cada unidade franqueada, a rede pode investir em estruturas menores e em profissionais capacitados para realizar essa única função em um mesmo lugar.

Mas a Central de Atendimento não foi a única inovação da Fórmula: a rede desenvolveu um sistema que atua diretamente na linha de produção, a Cozinha Central. Através desse recurso são distribuídos insumos a todas as unidades franqueadas – alguns chegam processados e porcionados, não havendo a necessidade de preparar molhos, massas ou fatiar esses alimentos, por exemplo. A periodicidade dos abastecimentos varia conforme a distância da unidade, mas todas são abastecidas igualmente.

“A centralização dá mais controle sobre os gastos e a quantidade dos alimentos. São enviados apenas o necessário para a produção das pizzas e calzones que servimos, ou seja, essa iniciativa também evita o desperdício”, afirma. Com a centralização da produção e da distribuição, a Fórmula registrou uma economia média de 15%. 

Como manter o padrão

Em qualquer empreendimento é fundamental manter uma boa relação com os funcionários. E no mercado de franquias essa premissa faz muito mais sentido já que o franqueado está à frente de um negócio que veio antes dele. “Ao adquirir uma franquia o franqueado passa a ser o representante da marca naquele local, então é de se esperar que ele siga os princípios da rede”, diz Mol.

Para o diretor, algumas questões são primordiais para manter o padrão da franquia: treinamento de funcionários e investimento em tecnologia. “A porta de entrada do negócio são os funcionários, eles são o termômetro para saber se o cliente sairá satisfeito ou não”. Além disso, o diretor garante que a boa comunicação (de forma clara, objetiva e constante) é um dos grandes aliados do franqueador. “Converse sempre com seus franqueados, veja se estão precisando de alguma coisa, como está a produção, etc. Mesmo que a rede ofereça um suporte constante, é importante enfatizar que ele faz parte da engrenagem da empresa”.

No caso da tecnologia, dois grandes exemplos foram implantados pela Fórmula: a Central de Atendimento e a Cozinha Central já provaram ser um sucesso. “A inovação é o grande diferencial do mercado. Não é apenas sobre fazer o que o concorrente não faz, mas fazer melhor mesmo que haja um serviço igual ao seu. Isso vale pra qualquer empreendimento do mercado”.

Investir em tecnologia pode ser um ótimo recurso para quem quer economizar no futuro: plataformas de gestão, treinamentos online e a distância, gerenciamento de estoque e outras facilidades devem fazer parte do processo de administração da rede. Assim, a padronização se torna acessível e prática aos franqueados.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de pizzarias , Fórmula Pizzaria