Em um país com a dimensão do Brasil, como definir o plano de expansão?

Publicado em 14/01/2015 por Luiz Marcondes

Conhecer muito bem a franquia e sua concorrência estão entre as dicas

Antes de expandir, é necessário que a franqueadora conheça muito bem o próprio negócio, incluindo o posicionamento da marca. E é claro, deve ter uma definição muito clara do conceito, estrutura e modelo que irá implementar em novas praças. Também é indispensável conhecer a concorrência que será encontrada em cada localidade.


Só a partir daí será possível elaborar um plano de expansão com o número de unidades desejadas e onde serão localizadas.


Cuidado com as adaptações


Para que esse processo dê certo, é preciso estar atento a alguns problemas que podem surgir no caminho, como a excessiva adaptação de uma franquia às características nacionais ou regionais (a chamada "tropicalização"), uma vez que franquias dão certo justamente por ter operações padronizadas, replicadas de maneira uniforme em todas a suas unidades. Assim, mudanças extremas com o objetivo de entrar em um mercado novo podem desvalorizar a marca.


A escolha certa


Outra fator importante na expansão é a escolha do franqueado certo. Não basta estar no local certo, a nova loja da franquia tem que ser conduzida pelo operador certo também.  Requisititos básicos indispensáveis são dinamismo e espírito empreendedor.


A franqueadora deve considerar também a distância. Franqueados muito distantes da franqueadora costumam ter problemas por falta de estrutura de apoio. Ou seja, por mais que estejamos vivendo em uma era de internet e comunicação a distância, algumas coisas ainda requerem uma presença mais próxima para darem certo. 


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Expansão de franquias, Franquias, Bons Negócios, Plano de expansão, franqueadores