Elas são mães, ocupam cargos de expressão e são profissionais bem-sucedidas

Publicado em 05/05/2016 por Imprensa

Mulheres do século XXI deixam os obstáculos de lado e apostam no foco e disciplina para alcançarem o sucesso; tanto profissional quanto familiar

Acomodação, insegurança ou medo! Desculpas à parte, mulheres do século XXI mostram que é possível sim conciliar os filhos, a casa e o marido com a carreira profissional. O tabu de que para avançar na carreira e alcançar posições de comando, é preciso abrir mão da família e da maternidade, vem sendo quebrado aos poucos.


Claro que há muito a ser conquistado, ainda mais no que se refere a empreendedorismo, entretanto mesmo em passos curtos, elas vêm ganhando espaço. De acordo com uma pesquisa do International Business Report 2016, realizada com cinco mil executivos em 36 países, a presença da mulher na presidência das empresas brasileiras aumentou de 2014 para 2015, de 5% para 11%. O número de empresas do Brasil em que as mulheres ocupam a diretoria financeira obteve o mesmo resultado também no mesmo período.


Mas mesmo diante desse desafio de gênero, o sexo feminino vem provando que a competência é o que realmente faz diferença no mercado, colocando a relação homem vs mulher, cada vez mais em segundo plano.


Mãe e empresária
Sibele Vaz de Lima é exemplo de profissional que alcançou uma posição elevadas sem deixar de lado a vida pessoal, abrir mão do casamento ou optar por não ter filhos para chegar aonde chegou.


Decidida e de pulso firme, Sibele encontrou a oportunidade de investir no segmento de crédito e financiamento e apostou todas as suas fichas no empreendedorismo. Atualmente, aos 35 anos, em parceria com o esposo Eric Vaz de Lima, ela comanda a rede de franquias Vazoli Franchising, com mais de 90 franqueados espalhados por todo o país, é mãe de três filhos; Camila, de oito anos, Manuela, de cinco, e o enteado Natan, de 15 anos, e ainda dedica uma parte do tempo para o marido e para ela; seu lado mulher.


A participação dela no mundo dos negócios começou quando ela já estava grávida. “Trabalhei seis anos em uma agência bancária como corretora de seguros, nessa época eu já estava com meu marido. Eu sempre alimentei esse desejo de ter algo, e então decidi abrir um negócio em parceria com ele. Encontrei algumas dificuldades, uma delas, foi estar grávida. Na época eu poderia muito bem abandonar nosso projeto, ou empurrar com a barriga, mas foi o contrário. Agarrei com unhas e dentes, e fui à luta”, explicou Sibele.


De acordo com a empresária, a época a qual ela se refere, é o ano de 2008. Na data, ela conciliava os planos de abrir o empreendimento, o emprego que possuía, com a gravidez. “Após o nascimento da minha filha, fiquei em casa menos de dois meses, logo já retornei ao trabalho. No final do ano, demos vida à Vazoli, e em 2009 saí do Banco para me dedicar ao nosso negócio. Logo em seguida, em 2010, veio minha segunda filha, com 15 dias já estava trabalhando de casa e com um mês retornei ao trabalho. Sempre contei com a ajuda de babá, porque minha mãe já faleceu e minha sogra mora em outra cidade, porém nunca deixei de estar presente, participei de todas as fases da vida delas”, falou.


O negócio deu certo, e começou a crescer, vislumbrando a potencialidade do mesmo, logo em 2011, a Vazoli entrou no franchising, destinando a cadeira de diretora do departamento de operações e financeiro, à sua criadora. “Desde que entramos para o segmento a minha relação com os franqueados sempre foi muito boa. Além de acompanhar diariamente os trabalhos, aplico treinamento para os novos franqueados, então mantenho contato com todos. E com isso posso dizer que somos como uma família, tenho um carinho muito grande por todos eles e sempre fui muito respeitada por todos”, falou.


Mesmo envolvida com a franquia que está em plena expansão, ela procura adequar tudo à sua rotina. “Estamos em uma fase muito boa, a empresa (e nós) estamos mais maduros, nosso negócio está em crescimento, a equipe comprometida e os franqueados contentes com o a franquia. Amo o que faço, e consigo me dedicar ao trabalho das 7h30 às 18h, depois me dedico à minha família, chego em casa preparo o jantar e ajuda as crianças nas tarefas escolares. Ainda sobra um tempinho para namorar. O final de semana é dedicado totalmente as crianças, sempre fazemos passeios, assistimos filmes, fazemos viagens. Tenho certeza que quando elas estiveram maiores, vão compreender todo meu esforço para oferecer uma vida confortável para elas”, revela a jovem mãe.


Tempo para atividades extras? Tem também! Ela fala: “Faço aula de inglês e academia. E consigo um tempo pra mim, vou ao salão, manicure e faço drenagem linfática toda semana”, conta.


Foco nos trabalhos
Sibele diz que para manter a simetria, ela busca seguir alguns lemas. “Procuro sempre estabelecer uma meta, um objetivo, um sonho. Busco fazer com êxito tudo que me é atribuído, tanto o que me refere à maternidade, quanto ao que me diz respeito ao trabalho. Muita gente encontra desculpas, eu sempre busquei solução. Se encararmos, as coisas funcionam. Ah, fé em Deus e pensamentos positivos sempre ajudam também”, fala em tom descontraído.


Envolvimento das mulheres no mercado empreendedor
Sibele não só faz diferença no mercado de trabalho, como também, na vida de muitas pessoas, que são atingidas diretamente (ou indiretamente) por ela, por meio dos serviços da franqueadora, ou pelo investimento que oferece. E analisando esse papel das mulheres no mercado, ela visualiza: “Cada vez mais elas estão se destacando! Nós, antes mesmo de nos tornarmos empresárias, já sabemos administrar e organizar. A mulher que tem um papel tão importante na sociedade e na família, com tantas responsabilidades precisa aprender a administrar o pouco tempo que tem e para isso precisa planejar-se, focar os objetivos, priorizar atividades, e isso sabemos fazer muito bem. Tudo tem que ser cronometrado em nossa vida, cada minuto tem uma importância incrível, tanto na vida pessoal, quanto profissional. O sucesso das mulheres se torna algo superlativo, pois conseguimos, apesar das barreiras e das dúvidas, conciliar família e casamento com a carreira e conquistar a tão desejada realização em meio ao turbilhão de responsabilidades que temos”, relatou.


Dicas para mães que pensam em conquistar um negócio
Experiente no papel, ela dá dicas para mulheres que são mães e que desejam abrir um empreendimento. “Para conquistar um negócio próprio é preciso ter um planejamento, organização, e principalmente, determinação, otimismo e confiança em sua capacidade. No dia a dia ter maturidade para buscar alternativas, equilíbrio para raciocinar ideias e assim otimizar funções, evitando desperdícios. Sempre digo que é necessário saber aproveitar o tempo, manter sempre o bom humor, a alegria e o desejo de “chegar lá”. E também um último “ingrediente” o amor, é preciso amar o que faz, escolha um negocio que lhe dê prazer”, conclui Sibele.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de serviços , Franquias , Vazoli Franchising , Dia das mães nas franquias