Desemprego como ponto de partida para empreender em franquias

Publicado em 16/06/2015 por Rosana Fernandes

A instabilidade econômica vem abalando consideravelmente o emprego de muitos brasileiros. Conforme apontam dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a taxa de desemprego deste ano deve chegar a 7,1% e nos próximos dois anos pode alcançar a marca de 7,3%.


O mesmo estudo, que elaborou o relatório “Perspectivas para o emprego e o social no mundo – Tendências para 2015”, também indicou a estimativa do baixo crescimento do país, abaixo de 1%, além do aumento da inflação, para 2015.


Do desemprego ao empreendedorismo


Apesar das notícias sobre a economia serem pouco animadoras, ainda há esperança. Isto porque o desemprego de muitos brasileiros também vem se transformando em um grande celeiro de oportunidades, que estimula o desenvolvimento do PIB e a geração de empregos a partir do surgimento de novos negócios.


Só no cenário das micro e pequenas empresas, de acordo com o último levantamento sobre empreendedorismo, feito pelo SEBRAE, em 2013, estes modelos de negócios já ultrapassaram a marca de 8,9 milhões de empresas. Estes negócios contribuíram com 27% do PIB e se tornaram responsáveis por 52% dos empregos com carteira assinada, dados que desde 2013 não param de crescer.


Franquia como melhor caminho para empreender


Um dos setores mais estáveis da economia para empreender são as franquias, isto por que por terem que estruturar melhor os seus processos para estarem aptas para a transferência de know-how, estes modelos de negócios acabam se solidificando mais diante de empresas tradicionais, o que a torna ainda mais forte para empreender, mesmo em tempos de crise.


Não foi à toa que o franchising brasileiro conseguiu em 2014 um desempenho extremamente superior ao de outros setores da economia, crescendo 7,7% em relação ao ano anterior e faturando 127 bilhões de reais.


E mesmo em um cenário em que diversas empresas apontam estagnação ou recessão, em 2015 a aposta do setor é de manutenção do crescimento, podendo variar entre 7,5% e 9¨%, conforme indicado no relatório da Associação Brasileira do Franchising (ABF).


Melhores oportunidades para franquear ainda em 2015


No setor de franquias, os melhores desempenhos, historicamente apontados pelo relatório anual da ABF destacam o segmento de serviços e outros varejos como os de maior participação nos resultados de franquias, com 21%.


Em segundo lugar vem o segmento de alimentação, com 20,1%, seguido por esportes, saúde, beleza e lazer, que juntos possuem 18,3% de participação no faturamento do setor.


Se você ficou desempregado e está a procura de oportunidades para investir, conheça os segmentos mais promissores para investir ainda este ano, aproveitando a necessidade e os recursos obtidos como indenizações trabalhistas, para comprar sua franquia.


Microfranquias


Modelos de franquias com investimentos abaixo de R$ 80 mil, que oferecem opções de trabalho individual e, em alguns casos, permite a gestão em home office, podendo, inclusive, ser desempenhado paralelamente a outras atividades de trabalho.


Franquias de beleza e estética


Este setor aparentemente parece não ter sido afetado pela crise. Negócios especializados em cuidados com o cabelo, salões de beleza e clínicas de estética são ótimas opções para se investir.


Franquias virtuais


Com a crescente demanda do acesso à internet, estes modelos de franquias que se apropriam do universo web para oferta de produtos ou serviços também é uma ótima opção. Em geral as ofertas podem estar relacionadas a venda de cursos, formações e consultorias online e e-commerces, podendo ser gerenciada também em home office.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias, Franquias de beleza , Franquias de estética, Microfranquias, ABF, Franquia loja virtual