De vendedor a presidente da Yes!: conheça a história de Clodoaldo Nascimento

Publicado em 22/05/2015 por Imprensa

Nascimento conta como superou a perda de 20 escolas de uma só vez e hoje comanda rede com 153 unidades; previsão é de 30 inaugurações em 2015

Com a missão de ofertar ensino de qualidade para adolescentes e jovens, Clodoaldo Nascimento tem um lema: “educação é para todos.” O presidente da Yes! – rede de franquias de idiomas– trilhou um longo caminho até atingir mais de 150 escolas em todo o Brasil: chegou a perder 20 unidades de uma vez só.


Tímido, nunca se imaginou na linha de frente de vendas de uma empresa.“Achava que só iria conseguir vender para quem já queria comprar”, diz. Um ano antes de entrar para a Yes!, Clodoaldo teve seu primeiro contato como vendedor de cursos de inglês, em 1988. “Não estava rendendo como os demais, achava que não tinha perfil e pedi demissão”, conta. “Mas meu gerente negou minha saída e disse que eu tinha, sim, aptidão. Ele investiu em mim, me levou a campo para mostrar como deveria ser minha abordagem com o público”, afirma. “Fiquei encantando ao ver como ele era bom vendendo. A liderança dele foi crucial para mim porque a partir daquele dia passei a enxergar as vendas com outros olhos.”


Daquele dia em diante, Clodolado assumiu uma nova postura – seguindo os conselhos do seu chefe – e não demorou a aparecerem os primeiros resultados. Logo, outras redes o reconheceram como um bom vendedor e fizeram convites de trabalho e, entre elas, a Yes!, onde entrou também para a linha de frente de vendas da marca, mas em pouco tempo se tornou gerente.


“Não vendemos um produto palpável, vendemos sonhos: de conseguir um emprego melhor, de morar fora, ou simplesmente de entender um filme ou uma música”, ressalta Nascimento. “Apresentamos aos alunos (e futuros alunos) o que um novo idioma vai agregar à vida deles.”


Em pouco tempo, passou a gerenciar algumas escolas do Rio de Janeiro e, depois, adquiriu suas próprias unidades. O caminho trilhado dentro da marca o levaram a assumir a presidência em 2004. “Com a morte do fundador, as herdeiras optaram por vender a operação”, lembra. Na época, Nascimento tinha seis escolas.


Após assumir a presidência,em 2006, Nascimento formatou a rede para se enquadrar nas regras do franchising e a Yes! passou a fazer parte da Associação Brasileira de Franchising (ABF). “Esse foi nosso momento mais difícil pois tivemos desistências de vários franqueados – chegamos a perder 20 unidades porque muitos não queriam se adaptar à nova realidade”, lembra. “Investi no que acreditava ser o melhor para a rede e hoje 30% dos nossos franqueados têm mais de cinco anos de casa e mais de uma escola”, analisa.


Gestão próxima da operação


Com 50 mil estudantes, o sucesso da Yes! é o reflexo direto da gestão iniciada há mais de uma década. “Dou a palavra final sobre todos os novos pontos comerciais da rede. Aprendi que os famosos ‘4Ps’, na verdade, são: ponto, ponto, ponto e ponto”, afirma Nascimento, que tem como metavisitar cinco escolas por mês para verificar como estão as operações. “A Yes! é a minha paixão. Quero que ela esteja entre as cinco maiores escolas de idiomas do Brasil”, afirma. “Hoje, estamos entre as dez maiores.”


Além disso, sob sua batuta, a Franqueadora da Rede Yes! passou de cinco a cem funcionários – e os professores e os coordenadores pedagógicos são reciclados e capacitados a cada seis meses. “Somos responsáveis pelos sonhos de famílias, que muitas vezes dispõem do capital guardado de uma vida inteira para investir em uma franquia. Isso significa que não podemos errar e temos que fazer valer esse voto de confiança”, ressalta Nascimento.


Economidia


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Empreendedor , ABF , Franquias de idiomas , Yes! Idiomas