Crescimento econômico paraguaio impulsiona Anjos Colchões e Estofados

Publicado em 15/04/2016 por Imprensa

Próximo passo é, com os conhecimentos adquiridos, abrir uma loja na capital, Asunción.

Enquanto no Brasil a crise econômica causa preocupação a empresários e investidores, no vizinho Paraguai o cenário é bastante distinto: em 2015, o pais registrou um crescimento de 3% em seu PIB, parte de um continuado processo de efervescência econômica. A Anjos Colchões e Estofados – rede brasileira de franquias que oferece colchões e estofados confeccionados em suas fábricas próprias, além de artigos para o quarto com mais de 50 lojas– não deixou de observar esta oportunidade.


Em novembro de 2014, a rede abriu sua primeira loja franqueada no Paraguai, em Ciudad del Este. “Optei investir no Paraguai justamente porque o país apresentava alto crescimento econômico e vinha se destacando entre as nações vizinhas. Ainda existe o fato de que a proximidade com o Brasil facilita logística de importação e exportação, tornando o Paraguai um país realmente muito atrativo para investimentos”, aponta Isabela Garcia André, franqueada das atuais três lojas da Anjos em solo paraguaio – duas em Ciudad del Este e uma em Hernandarias, a última a ser inaugurada, em outubro de 2015.


Isabela reside no Brasil, na cidade de Foz do Iguaçu, há quinze anos. Logo após formar-se em Relações Internacionais, em 2013, partiu em busca da oportunidade de ter seu próprio negócio. Encontrou na Anjos Colchões e Estofados uma alternativa que respondia ao seu interesse de empreender com uma marca sólida, ao mesmo tempo em que abria espaço para uma atuação internacionalizada, em solo paraguaio. Atualmente, a empresária finaliza o curso de MBA em gestão empresarial.


Além dos conhecimentos adquiridos em sua formação, a gestão das três unidades paraguaias da Anjos também tem trazido desafios e aprendizados valiosos. “O mercado de fronteira sente todos os reflexos da economia brasileira pela proximidade. Além disso, o mercado paraguaio tem suas singularidades em relação ao brasileiro, que são notadas com a convivência e no dia a dia de uma loja, em contato com os clientes”, aponta Isabela. Ainda segundo a franqueada, as diferenças culturais podem ser percebidas principalmente nas preferências - no Paraguai preferem-se cores mais escuras, por exemplo, como também cores bem vivas para as roupas de cama. O atendimento também precisa e merece atenção, já que no Paraguai a relação entre cliente e vendedor é mais afetiva e é comum a necessidade de tocar e experimentar os produtos oferecidos. As lojas contam com vendedores que falam espanhol e guarani, amplamente utilizados no país.


A ideia de expansão segue presente em Isabela. E o próximo passo, é levar a Anjos Colchões e Estofados para a capital, Asunción. “É um desafio concorrer com uma indústria nacional, nossa principal concorrente e que está presente há pelo menos 20 anos no mercado. Mas a Anjos no Brasil também já é uma indústria conhecida. Aos poucos, vamos ganhando o respeito do mercado paraguaio e ficando cada vez mais conhecidos. Não tenho dúvidas de que as perspectivas são positivas”, finaliza Isabela.


Todos esses esforços para levar a Anjos Colchões e Estofados para a além das fronteiras nacionais têm valido a pena. Segundo Márcio Nunes, gerente de franquias da Anjos Franchising, a avaliação em relação às lojas paraguaias é a melhor possível, a ponto de esta ser considerada pela empresa uma das melhores operações do ano de 2015. Estes resultados animadores têm levado a franqueadora a traçar estratégias para, em breve, ampliar a presença da marca em outros países vizinhos. “Temos interesse em abrir em outros países, sim, se tivermos investidores interessados. Para isso, precisamos planejar e alinhavar nossas relações e intenções, de forma a criar um encantamento desses países com nossos produtos e nossa marca”, conclui Nunes.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Internacionalização de franquias, Franquias, Anjos Colchões, Crise Econômica, Franquias de decoração, Economia e Mercado