Amiste Café: remuneração variável de acordo com as metas estipuladas pela rede

Publicado em 17/09/2015 por Imprensa

Implementadas por jovens franqueadores as políticas apresentam resultados positivos. Confira!

Os franqueadores da Amiste Café viveram experiências profissionais em grandes empresas nacionais e multinacionais, como Vivo e Votarantim, antes de abrir a rede de franquias. Delas, trouxeram conhecimento de gestão para a rede.


Implementada na franqueadora desde o segundo semestre de 2014, a remuneração variável estipula um plano de acordo com metas individuais de cada colaborador. Nesse modelo, o responsável pelo atendimento e operações de franqueados, por exemplo, possui como base o resultado das franquias atendidas por ele. “A ideia é que haja um aumento de produtividade a partir da remuneração variável”, diz Eduardo Vicente, diretor de expansão da rede.


Entre os novos indicadores, destaca-se a meta do segundo semestre deste ano para a área de atendimento aos franqueados: a criação de uma vídeo-aula da área técnica sobre como instalar e regular uma máquina de café. A produção visa à evolução no sistema de ensino da franqueadora e é um exemplo de indicador de remuneração variável com metas de desempenho individual de cada funcionário.


Vicente detalha que o pagamento é feito semestralmente, via participação de lucros. “O benefício foi colocado em prática para que, além do salário, os colaboradores busquem fazer ainda mais pela rede. Trata-se de metas difíceis, porém alcançáveis, cujo objetivo é incentivar a criatividade e esforço dos funcionários”, explana.


Os resultados da nova metodologia já começam a aparecer e a Amiste Café planeja sua expansão: a partir de janeiro de 2016, todas as unidades da marca poderão participar do projeto piloto aplicando esse sistema de remuneração variável para todos os funcionários da unidade. Feitas as mensurações do primeiro ano das políticas de gestão, a rede notou a importância do trabalho e de sua expansão para toda a rede.


De acordo com o franqueador, a rede busca melhorias contínuas, alinhadas com as metas individuais estabelecidas para o cumprimento das atividades estipuladas para os colaboradores. Além disso, Vicente também aponta o contato constante com os funcionários como uma motivação extra, que fez com que a franquia optasse pela remuneração variável como a melhor forma de engajamento e alinhamento com os objetivos da empresa. “Temos três mantras em nossa franqueadora: treinamento, métricas para um diagnóstico correto dos desafios e reconhecimento do bom trabalho executado por nossos funcionários. Ao longo desses 12 meses de implementação das metas, percebemos que elas são uma solução permanente. Nunca tivemos dúvidas com relação a isso, apenas confirmamos que elas são instrumentos poderosos de engajamento”, finaliza.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias, Franquias de máquinas de autoatendimento, Gestão de franquias, Amiste Café