Saiba como escolher uma franquia para investir

Publicado em 16/04/2019 por Imprensa

Por Alessandra Souza, sócia-fundadora e Head de Operações e Expansão da Hub Odonto

Dizer que o formato das franquias traz segurança ao investidor parece muito simplório como resposta para uma questão que pode ser tão profunda para tantas pessoas, principalmente quando pensamos em nos arriscar nesse tipo de operação pela primeira vez. Franquias vão muito além da segurança, são como um casamento, e ninguém quer um casamento descrito - apenas - como seguro, correto? De 2017 para 2018 o faturamento do setor, como um todo, deu um salto de 7,1%, justificado pelas melhoras nos índices de confiança e investimentos em inovação.

A vantagem da franquia é ter fórmula já testada e comprovada de sucesso, repassada, como herança, de franqueador para franqueados, ou seja, um padrão a ser seguido, o que acaba se tornando, para muitos, a receita de altos ganhos. Além do lucro, um dos objetivos dos investidores deve ser o crescimento e expansão do negócio, e este é um setor que mostra amadurecimento no mercado, com seu índice de expansão de franquias dobrando 2017 para 2018, segundo a Associação Brasileira de Franquias (ABF). Mas para isso, franqueador e franqueado devem andar juntos, com estratégias e operações alinhadas.

Para os investidores de primeira viagem, é muito comum que não conheçam bem de gestão, comunicação, administração, negociação e outras expertises para iniciar um negócio do zero, mas com o modelo de franquias é diferente, pois ele conta com todo o suporte necessário para não ter que se preocupar com esses fatores. O franqueador disponibiliza recursos e equipe especializada em cada uma das áreas da empresa, deixando para o franqueado o foco no desenvolvimento e aumento de ganhos.

O setor a ser escolhido pelo investidor também é uma questão a ser levada em consideração, vocês acham que eu escolheria uma área de atuação que nunca pratiquei para colocar meus investimentos? A resposta é sim. O papel do franqueador é dar todo suporte e aprendizado da área para o franqueado, deixando-o como um braço da administração deste negócio, então, não necessariamente preciso ser uma expert em comidas para investir no setor alimentício, nem preciso ser uma dentista para investir no setor odontológico. O franqueador é o especialista, ele analisa que caminho tomar, qual fornecedor é mais interessante, qual é o público alvo do negócio e reporta e ensina ao franqueado as vantagens disso e os motivos da escolha, em uma relação transparente.

Alguns dados devem ser pesquisados e podem facilitar essa escolha, como o crescimento do mercado e estabilidade do setor, considerando que de tempos em tempos as possibilidades se transformam. As franquias chegaram ao Brasil com um boom de opções em escolas de idiomas, mas hoje em dia o foco mudou, o setor de saúde, por exemplo, chegou a faturar 31,907 bilhões no último semestre de 2018, comparado a um faturamento de 11,400 bilhões do setor da educação no mesmo período.

Um conversa honesta entre franqueador e investidor pode ser de grande ajuda, sendo importante encontrar uma rede que consiga te atender e ser transparente, ambos os lados possuem direitos e também obrigações, com isso esclarecido, o processo de investir em uma franquia deve ser muito menos doloroso. Por muitos anos trabalhei atendendo a franqueados com problemas nessa relação, com conversas mal resolvidas e procedimentos mal alinhados, eu entendi todas as dores das operações e mudei o que me afligia.

Realmente não trata-se de uma escolha simples, mas muita conversa e pesquisa podem esclarecer eventuais dúvidas e dilemas que o investidor pode ter. Os números guiam o caminho, mas a consciência de que nesse casamento, o trabalho de ambos será árduo - como qualquer outro trabalho com perspectivas de altos ganhos - é o que trará sucesso a relação.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de odontologia , Dicas para investir em franquias , Hub Odonto